Manaus, 23 de junho de 2024
×
Manaus, 23 de junho de 2024

Cenário

David Almeida conduz ‘debandada’ do PSD após dizer que estava ‘bem’ com Omar

David Almeida conduz ‘debandada’ do PSD após dizer que estava ‘bem’ com Omar

David Almeida comanda saída em massa do PSD de Omar Aziz (Reprodução/Internet)

 

CENÁRIO –  Ao confirmar o apoio à ex-deputada federal Rebecca Garcia (PP), na última sexta, 16, o governador interino David Almeida (PSD) negou que tivesse brigado com o seu líder, o senador Omar Aziz (PSD), e chegou a comentar que o “cacique” não o pressionou a apoiar o candidato do PSD ao governo do Amazonas, na eleição suplementar, o ex-governador Amazonino Mendes (PDT).

Mas parece que a adesão à candidatura de Rebecca não foi tão amistosa: neste sábado, David Almeida declarou, em sua rede social, que o momento é de “transição” e de “mudança” e que não se “curvaria” e nem se “dobraria” (…). Um dia antes do fim do prazo para as convenções, David chamou a imprensa para dizer que “haviam lhe feito uma proposta ridícula” de ele renunciar ao cargo de governador para ser vice de Amazonino, mas que jamais aceitaria a ideia.

Neste sábado, o governador interino, também, disse, aos seguidores, na internet, que sabe que vai “pagar um preço muito alto” por ter contrariado interesses, mas disse que era “preciso ter atitude, coragem e ousadia para enfrentar os desafios do Amazonas e dar ao povo a mudança que o Estado necessita”.

No grupo de Omar Aziz, já é dada como certa a saída de David Almeida do PSD e, junto com ele, devem pular, também, os deputados estaduais Doutor Gomes e Ricardo Nicolau, além do irmão do deputado, Hiram Nicolau.

Por ser governador, David não sofrerá problemas de infidelidade partidária uma vez que a norma não atinge quem está em cargo majoritário, segundo especialistas em Direito Eleitoral. Diferente dos irmãos “Nicolau” e Doutor Gomes, que devem sofrer um processo na Justiça assim que confirmarem a desfiliação.