Manaus, 28 de fevereiro de 2024
×
Manaus, 28 de fevereiro de 2024

Coluna AM1

Desconforto, atrasos e busca por holofotes agitam o bastidor político com posse da nova presidência do TCE

Confira a coluna de política do Portal Amazonas1 publicada nesta sexta-feira (1º). Curta, compartilhe e faça parte da nossa Lista de Transmissão de notícias no WhatsApp.

Desconforto, atrasos e busca por holofotes agitam o bastidor político com posse da nova presidência do TCE

Desculpe o atraso

O agora ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), Érico Desterro, causou uma verdadeira tensão nos bastidores da cerimônia de posse da conselheira Yara Lins como a nova presidente da Corte. O conselheiro demorou para chegar ao local e colaborou com o atraso do início da cerimônia. É impressão minha ou ele não queria deixar o posto? Segurou ao máximo, o quanto pode, e até durante a cerimônia não fez questão de tentar se mostrar feliz. Será se ele sentiu falta do conselheiro Ari Mourinho, que está de licença médica e não foi ao evento?

Preciso aparecer

Sabe aqueles promotores de venda de lojas da avenida Eduardo Ribeiro, que correm atrás de ti oferecendo cartão? Assim estava o secretário municipal de infraestrutura, Renato Jr. (Avante), na cerimônia de posse da nova presidente do TCE-AM.

Cadê os bons modos?

O homem está tão fissurado em busca de emplacar seu nome na corrida por uma vaga na Câmara Municipal de Manaus (CMM) que parecia até uma espécie de cerimonialista na entrada do Teatro Amazonas cumprimentando a todos que passavam pelo tapete vermelho. Só faltou pendurar uma placa no pescoço com a frase “passarela do TCE”.

Adora um holofote

Tem gente que não sabe se controlar e agir em público diante de autoridades. O estrelismo pode ser bom, mas também ruim. E não fica nada bem bancar o anfitrião numa festa em que era para agir como convidado. Mas, esse comportamento é pensado e planejado, tendo em vista que Renato terá de ter as suas contas julgadas regulares pelo TCE-AM para não se complicar na corrida eleitoral, e isso pode ocorrer justamente durante a presidência de Yara Lins.

Espelho

Diferente de Renato, estavam José Melo, ex-governador do Amazonas; e Arthur Neto, ex-prefeito de Manaus. Eles tentaram evitar ao máximo o estrelismo, e conseguiram. Passaram pelo tapete vermelho, cumprimentaram e foram cumprimentados, mas sem engarrafar a entrada. Aprende com os experientes, Renato.

Velhos conhecidos

Melo e Arthur estavam no poder quando Yara, em 2017, assumiu o TCE-AM pela primeira vez. Naquela época, Arthur estava em seu terceiro mandado como prefeito, sendo o segundo como reeleito, enquanto Melo estava a poucos dias de ser preso e deixar o governo. Passado o perrengue, o ex-governador retornou para prestigiar Yara, que hoje é a única mulher eleita para presidir uma Corte de contas no país.

De propósito?

Não sei se foi sem querer ou a intenção foi justamente essa, acontece que o presidente da CMM, vereador Caio André (PODE), e o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), estiveram que estar coladinhos (lado a lado) durante toda a cerimônia de posse da nova presidente do TCE-AM. Temos que agradecer ao cerimonial da Corte de contas por nos proporcionar esse momento, afinal os dois estão em atritos por conta de um pedido de empréstimo milionário negado pela CMM à Prefeitura de Manaus.

Desconforto

A cara de desconforto de ambos estarem lado a lado foi notável durante todo o tempo. Em alguns momentos eles até evitaram acompanhar a cerimônia para trocarem mensagens com seus assessores por celular.

Confortável

Não tão distante dali, a poucos metros, ou melhor, cadeiras, estava o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Roberto Cidade (UB), com o sorriso de orelha a orelha e bem confortável no evento, se mostrando totalmente o contrário ao que podia ser visto no lado oposto da mesa – espaço ocupado por Caio e David. É nessas horas que a gente vê o quanto tá disputada a cadeira de prefeito e como os possíveis pré-candidatos estão incomodados com suas alianças.

Má companhia

E por falar em aparecer, o deputado federal Capitão Alberto Neto (PL), que tanto procura se manter na mídia como crítico ferrenho do governo petista e defensor com unhas e dentes do bolsonarismo, arranjou sarna para se coçar. Isso porque ele foi visitar nos EUA, no mês passado, um deputado americano que acabou cassado nesta sexta-feira (1º) por fraude ao fundo eleitoral por gastos com botox e Onlyfans. Curiosamente, o deputado cassado é brasileiro naturalizado americano e defensor da família, moral e bons costumes, assim como Alberto Neto. É aquele ditado: “Me diga com quem tu andas que eu te digo quem tu és”.

Leia mais no Portal Amazonas1

FALE CONOSCO

Isac Sharlon (editor-chefe)

(92) 99169-4681

Fale com o comercial

Rudson Peixoto (diretor-geral)

(92) 99425-5668

Faça parte da nossa Lista de Transmissão e receba as principais notícias no seu WhatsApp.

Clique no link https://l1nk.dev/adPJI