Amazonas fica em segundo lugar em crescimento na abertura de negócios - Amazonas1
26 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Amazonas fica em segundo lugar em crescimento na abertura de negócios

O avanço dos números do Amazonas se destaca em contraponto ao primeiro quadrimestre de 2020, quando havia registrado um maior crescimento em empresas fechadas

Amazonas fica em segundo lugar em crescimento na abertura de negócios
Foto de divulgação - Jucea

O Amazonas ficou em segundo lugar entre os estados brasileiros que apresentaram os maiores crescimentos percentuais na abertura de negócios, no período de maio a agosto, em comparação ao primeiro quadrimestre de 2020 – com um aumento de 16,6%. A informação é do Boletim do Mapa de Empresas – 2º Quadrimestre, divulgado na quinta-feira (17) pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

Os dados do boletim mostram ainda que a Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) registrou, de maio a agosto, um total de 13.578 novas empresas. O número representa uma variação de 16,6%, em relação ao primeiro quadrimestre de 2020, e de 21,3%, em relação ao 2º quadrimestre de 2019. Segundo o boletim, o avanço dos números do Amazonas se destaca em contraponto ao primeiro quadrimestre de 2020, quando havia registrado um maior crescimento no número de empresas fechadas.

Leia mais: Jair reafirma que não terá uma tabelamento para combater alta dos preços

“O destaque é o Amazonas, que na edição anterior, era o estado com maior proporção de empresas fechadas. Neste quadrimestre, mostra-se em recuperação de forma ágil”, disse secretário Nacional do Governo Digital, Luis Felipe Monteiro, durante coletiva de imprensa de apresentação do boletim do 2º Quadrimestre, do Mapa de Empresas, na quinta-feira.

De acordo com a presidente da Jucea, Maria de Jesus Lins, a partir do relatório será possível verificar quais medidas precisarão ser tomadas para que a autarquia amazonense melhore o tempo de espera do cidadão e o ambiente de negócios no Amazonas.

“Trabalhamos diariamente para melhorarmos os nossos serviços. Estamos em constantes atualizações para simplificarmos a abertura de empresas no nosso estado e, consequentemente, colaborar para que o ambiente de negócios no Amazonas seja mais atrativo. E acredito que isso seja possível pelo trabalho de apoio ao empreendedor que vem sendo realizado pelo Governo do Estado”, afirmou Maria de Jesus Lins.

Leia mais:Grávida é morta com 13 tiros enquanto lanchava no Centro de Manaus

Para a elaboração do relatório, a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia analisa os dados de registro mercantil das juntas comerciais dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal.

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading