Decreto autoriza abertura de lojas e restaurantes em Rondônia
A + A -

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

31 de maio de 2020
Site auditado pelo

Redes Sociais

[email protected]

Decreto autoriza abertura de lojas e restaurantes em Rondônia

O decreto prevê a abertura de restaurantes, concessionárias, papelarias, óticas, além de lojas de confecções, calçados, eletrodomésticos e equipamentos agrícolas

Decreto autoriza abertura de lojas e restaurantes em Rondônia
PORTO VELH, RO, 28.10.2018 - Coronel da Polícia Militar Marcos Rocha, do PSL é eleito governador de Rondônia. (Foto: Beethoven Delano/Folhapress)

O governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha (PSL), emitiu um decreto neste domingo, 5, que autoriza os municípios do estado a permitir a abertura de parte do comércio a partir de 12 de abril.

O decreto prevê que os municípios podem liberar a abertura de restaurantes, concessionárias, papelarias, óticas, além de lojas de confecções, calçados, eletrodomésticos e equipamentos agrícolas. Também há a previsão de reabertura de “atividades econômicas com baixo fluxo de pessoas e prestadas sem contato físico e sem utilização de instrumentos, utensílios e equipamentos comuns entre vários usuários”.

A abertura pode ser autorizada pelos municípios “desde que não haja elevação significativa dos casos confirmados de Covid-19”. A decisão foi publicada no mesmo decreto em que o governo de Rondônia prorrogou o estado de calamidade pública até o dia 20 de abril.

O decreto prevê que estabelecimentos como shopping centers, cinemas, teatros, bares, clubes, academias e casas de shows devem permanecer fechados. Também foi mantida a proibição de reuniões com mais de cinco pessoas e a permanência de pessoas em áreas de lazer e convivência.

*Com informações da Agência FolhaPress

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias