MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Empresa alimentícia vai faturar R$ 495 mil para construir arquibancada de estádio em Beruri

A prefeita Dona Maria é a mesma que, ano passado, comprou panelas de pressão por R$ 741 a unidade
• Publicado em 25 de março de 2021 – 08:00
Empresa alimentícia vai faturar R$ 495 mil para construir arquibancada de estádio em Beruri
Foto: reprodução

A prefeita do município de Beruri, no interior do Amazonas, Maria Lucir Santos (MDB), mais conhecida como ‘Dona Maria’, vai pagar quase meio milhão de reais para a empresa J B Comércio e Serviços Administrativos Ltda, que é especializada no ramo alimentício, realizar serviços de construção de arquibancada em estádio na cidade. O documento que trata da possível aquisição foi publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM), na edição de terça-feira (23).

Dona Maria é a mesma gestora que, ano passado, comprou panelas de pressão por R$ 741 a unidade, enquanto que o valor de mercado do mesmo produto custa aproximadamente de R$ 379 reais, conforme mostrou apuração do Portal AM1. Essa compra fazia parte de uma aquisição de utensílios de cozinha no valor de mais de R$ 678 mil para Beruri.

A arquibancada e a instalação de cerca são a segunda fase das obras de construção do estádio. A primeira etapa foi inaugurada em julho de 2020 e os recursos para a construção são oriundos de emenda parlamentar do deputado Átila Lins (PP).

Leia mais: Prefeita de Beruri compra panela de pressão por R$ 741 a unidade

Chama atenção que a empresa contratada para fornecer esses materiais de cozinha, no ano passado, é a mesma que deverá ser contratada neste ano para realizar serviço de construção da arquibancada. Acontece que a especialidade do estabelecimento, que fica localizado em Manacapuru, é no ramo alimentício, e não o de construção.

Leia mais: Prefeito de Alvarães contrata mercadinho de Manaus para reformar sede da prefeitura

De acordo com o documento publicado no DOM, a J B Comércio e Serviços Administrativos Ltda vai faturar, no total, R$ 495.776,28 da Prefeitura de Beruri para realizar a 2ª etapa da obra de construção do estádio, que, segundo o documento, é a fase de “implantação de cercas e arquibancadas”.

Em consulta ao CNPJ nº 03.419.080/0001-02, a reportagem do Portal AM1 verificou que houve uma mudança no quadro de sócios da empresa. Enquanto que, no ano passado, os donos apareciam sendo José Edmo Joseph de Aquino e Antônia Maria Joseph, este ano, Antônia Maria não aparece mais como sócia, mas sim, Leonardo Joseph de Aquino.

O que mudou também foi a descrição da principal atividade econômica desenvolvida pelo estabelecimento. Antes, o registro mostrava “serviços combinados de escritório e apoio administrativo” e agora é “comércio atacadista de produtos alimentícios em geral”.

Com capital social de R$ 800 mil, a empresa realiza, ainda, outras 99 atividades secundárias variadas, que vão de atividade paisagística, aluguel de automóveis, comércio de equipamentos de informática, obras, instalações e serviços de montagem, que é o serviço a ser contratado pela prefeita Maria.

Vale destacar que esta eventual aquisição ocorrerá no momento em que Beruri contabiliza 1.950 casos de covid-19 e 31 óbitos pela doença, conforme dados recentes da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM).

Outros casos

Na semana passada, o Portal AM1 mostrou que o prefeito de Manacapuru, Beto D’Ângelo (Republicanos), também resolveu investir em obra no estádio da cidade. Ele vai desembolsar R$ 146,9 mil para reformar o Estádio Gilberto Mestrinho, mais conhecido como ‘Gilbertão’, em Manacapuru, pelo prazo de 300 dias. A vigência do contrato teve início em 17 de fevereiro e deve acabar em 14 de dezembro deste ano.

Leia mais: Beto D’Ângelo destina R$ 146 mil para reformar estádio em Manacapuru

Um outro caso, não relacionado a estádio, mas à empresa contratada, ocorreu em Alvarães. O prefeito Lucenildo de Souza Macedo (PSC) poderá gastar quase R$ 400 mil para reformar a sede da prefeitura. O problema é que a contratada será uma empresa especializada no serviço de hortifrúti, em um mercadinho em Manaus, no local onde são vendidos produtos como: frutas, legumes e hortaliças.

Leia mais: Prefeito de Alvarães contrata mercadinho de Manaus para reformar sede da prefeitura

Sem resposta

O Portal AM1 procurou a Prefeitura de Beruri, por meio das redes sociais e do e-mail oficial do órgão, para obter mais informações sobre a eventual aquisição. A equipe, porém, não obteve respostas.

 

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap