US - R$ 4,11

×

Dybala conversa com PSG e vira peça-chave para saída de Neymar

"Ele (Neymar) não vai sair sem que a gente consiga contratar alguém. A gente não pode perdê-lo sem trazer alguém. Isso é óbvio", defende o técnico do PSG

Neymar - Reprodução

Restando duas semanas para o encerramento da janela internacional de transferências, Neymar vê a possibilidade de deixar o Paris Saint-Germain aumentar com a tentativa do clube de contratar o meia-atacante Paulo Dybala, da Juventus. Isso porque a diretoria francesa entende que precisa de um reforço de peso antes de avançar nas negociações para liberar o brasileiro para Barcelona ou Real Madrid.

O PSG, Dybala é visto como potencial substituto de Neymar. Representantes do argentino já conversam com o brasileiro Leonardo, diretor do clube parisiense, sobre a possível transferência. A possibilidade de ambos atuarem juntos no time francês também existe, já que a cúpula pede algo em torno dos 222 milhões de euros que pagou para liberar o camisa 10, o que dificulta ações de Barcelona e Real Madrid.

No entorno de Neymar, há a expectativa de que o valor exigido para a venda pelo PSG tenha queda considerável na última semana de negociações. A posição do camisa 10 de deixar o clube segue inalterada, e seu maior desejo é obter facilitação para um acordo com o Barcelona.

Dybala, por sua vez, tem valor estipulado em cerca de 85 milhões de euros segundo o Transfermarket, site especializado no mercado do futebol. O argentino tem mais 3 anos de contrato com a Juventus, mas cogita deixar a equipe, já que foi reserva nos momentos decisivos da temporada passada.

A possibilidade de contar com Dybala agrada ao treinador do PSG, Thomas Tuchel. Sem Coutinho, que negociou com o clube francês e acabou se transferindo para o Bayern de Munique, o argentino é visto como o único potencial substituto de Neymar ainda disponível no mercado.

“Ele (Neymar) não vai sair sem que a gente consiga contratar alguém. Isso não é possível. Se a gente perder o Neymar, a gente não pode perdê-lo sem trazer alguém. Isso é óbvio”, disse Thomas Tuchel, técnico do PSG, após a derrota por 2 a 1 para do Rennes, ontem (18), pelo Campeonato Francês.

“Se o Neymar está aqui, nós temos um jogador que pode ganhar no mano a mano, e algumas vezes isso é necessário. Nesse início de temporada é difícil encontrar espaços, mas faltou aceleração, tempo de bola. Tentei o Draxler de número 10, e depois o Di Maria, mas não surtiu o efeito decisivo”, completou.

A indefinição sobre o futuro de Neymar segue afastando o brasileiro dos jogos do time. O atleta tem realizado treinamentos individuais no clube e não tem perspectiva de estreia na temporada. Até o encerramento do mercado, o PSG ainda faz mais dois jogos pelo Francês: contra olouse, dia 25 de agosto, e Metz, dia 31.

]”Neymar é indispensável. Ele é um jogador chave, e espero que ele fique. Temos que esperar o que vai acontecer até o final da janela de transferência”, declarou o brasileiro Thiago Silva, capitão do PSG.

(*) Com informações da FolhaPress

Faça um comentário