US - R$ 4,07

×

Russo lidera testes da F-1 com a Mercedes em Barcelona

Mazepin, foi o piloto que mais voltas deu no traçado espanhol, com 128 giros. Mesmo sem nunca ter pilotado um carro da Mercedes antes

Como aconteceu no GP da Espanha, no fim de semana, e no teste de terça-feira, a Mercedes voltou a ser a mais veloz no Circuito da Catalunha, nos arredores de Barcelona, nesta quarta. Mas desta vez não foi Lewis Hamilton e nem Valtteri Bottas quem levou a equipe ao topo. A boa performance coube ao russo Nikita Mazepin, de apenas 20 anos.

Em sua estreia pela equipe, ele anotou o melhor tempo do dia, com 1min15s775, usando os pneus C5 da Pirelli, os mais macios e velozes disponíveis aos pilotos nesta quarta. Assim, se aproximou do tempo exibido por Bottas na terça (1min15s511) – o finlandês foi o mais rápido do dia anterior. Além disso, o russo colocou 1s03 sobre o segundo colocado do dia, o jovem tailandês Alexander Albon, da Toro Rosso, com 1min17s079. 

A boa performance coube ao russo Nikita Mazepin, de apenas 20 anos. (Foto: Artes Max)

Mazepin, que defende a equipe ART na Fórmula 2, foi o piloto que mais voltas deu no traçado espanhol, com 128 giros. Mesmo sem nunca ter pilotado um carro da Mercedes antes, o jovem russo cometeu apenas um erro ao longo do dia, quando saiu da pista na curva 12 e parou na área de escape, causando a bandeira vermelha, sem maiores consequências. 

O dia, por sinal, foi marcado pelas bandeiras vermelhas. Ao todo, foram cinco. Em uma delas, Albon parou na pista na curva 10, quando faltavam nove minutos para o fim da sessão. A bandeira acabou encerrando de forma prematura o teste. Não houve batidas e nem rodadas de maior perigo. 

Esta quarta-feira também foi marcada pela ausência da maior parte dos titulares da equipe e das chances aos novatos. Um deles foi o brasileiro Sérgio Sette Câmara, piloto de testes e desenvolvimento da McLaren. Em sua estreia no carro da tradicional equipe inglesa, completou apenas 19 voltas no traçado ao longo do dia. E não passou do último lugar, com o tempo de 1min21s565.

Sette Câmara completou poucas voltas porque dividiu o carro nesta quarta com o britânico Oliver Turvey, que deu 52 giros no circuito. E foi o penúltimo colocado do dia, com o tempo de 1min20s712.

“Tive hoje o meu primeiro dia de pista com o modelo MCL34. Depois de vários dias no simulador, a experiência foi muito legal. Infelizmente, completei apenas três voltas em virtude de um problema técnico no carro. Sou grato por esta oportunidade e estarei sempre pronto para quando a equipe precisar”, avaliou o piloto de 20 anos, sexto colocado na Fórmula 2.

Veja também

Conmebol libera estádios da Copa América para jogos de clubes

Curry brilha e Warriors vencem Trail Blazers em 1º jogo da final do Oeste

Bate-Estaca é legal, mas médicos apontam até risco de tetraplegia

Entre os primeiros colocados do dia, outra surpresa foi o italiano Antonio Fuoco, que anotou 1min17s284 pela Ferrari, em 120 voltas no traçado. Ele ficou à frente do experiente finlandês Kimi Raikkonen, que foi o quarto mais veloz do dia, com 1min17s393. Ele completou 110 giros na pista com a sua Alfa Romeo. 

O sul-coreano Jack Aitken (Renault) registrou o quinto melhor tempo desta quarta, sendo seguido pelo dinamarquês Kevin Magnussen (Haas), pelo britânico Nick Yelloly (Racing Point), pelo canadense Nicholas Latifi (Williams) e pelo britânico Dan Ticktum (Red Bull).

 

(*) Com informações da Estadão Conteúdo

Faça um comentário