Filho do Zé Roberto da Compensa, L7 é decapitado por 20 homens do CV

O registro do boletim foi realizado pela mãe dele, que perdeu, além do filho, o marido, que não tinha envolvimento com o tráfico
CONCEIÇÃO MELQUIADES – PORTAL AM1
Publicado em 23/06/2022 12:48
Foto: Divulgação/PC

Luciano da Silva Barbosa, vulgo ‘Luciano da Compensa’ ou ‘L7’, foi morto na madrugada desta quinta-feira (23), supostamente por membros da facção Comando Vermelho (CV). Segundo o boletim policial, ao menos 20 homens armados e encapuzados teriam invadido a casa onde ele morava, na comunidade Santa Maria, no município de Anamã, a cerca de a 161 km de Manaus. Eles teriam assassinado a tiros L7, em seguida degolado e levado a cabeça da vítima. O padrasto dele, Silviney Oliveira Araújo, de 42 anos, também foi assassinado.

Leia mais: Polícia prende em SP quarto suspeito envolvido nas mortes de Dom e Bruno: ‘sentimento de culpa’

Filho do narcotraficante ‘Zé Roberto da Compensa’, Luciano Barbosa, foi preso e na ocasião chegou a gravar um vídeo em que dizia não querer participar mais da criminalidade, pois queria viver em paz com a família e criar o filho pequeno.

José Roberto Fernandes Barbosa, o Zé Roberto da Compensa, narcotraficante líder de um grupo criminoso no Amazonas cumpre pena em um presídio federal.


Luciano era apontado como um dos líderes da facção Família do Norte (FDN) e estava envolvido em vários crimes na capital, herança deixada pelo pai, Zé Roberto. Ele foi preso em setembro de 2021, e conseguiu fugir, indo se refugiar no interior do Amazonas, onde foi executado nesta madrugada.

Ele vinha sendo ameaçado pela facção, por não se posicionar diante do crime, segundo sua mãe, que fez o BO na 81ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), daquele município.

GUERRA DE FACÇÕES

Atualmente, diversas facções tentam dominar o Amazonas, Revolucionários do Amazonas (RDA) e o grupo do Comando Vermelho (CV) e ainda a ex-facção Família do Norte (FDN), que agora é Cartel do Norte.

No mundo do crime, L7 deveria assumir o posto do pai, mas ainda na cadeia, informou que abandonaria o mundo do crime para buscar a Deus e sua família.

O vídeo foi enviado para uma pessoa chamada por ele de Chico Velho.

“Eu estou abrindo mão de tudo, quero mais não, para mim chega. Se não minha vida só vai ser essa aqui, cadeia ou morto. É de coração, espero que ele me entenda eu fiz o que pude. Não dá não se não vou acabar que nem meu pai. Eu não tive nem a oportunidade de ver meu filho, não estou nem há um ano na rua e já fui perseguido de novo.

Chico Velho, tu é meu irmão mas para mim já deu. Quero que você tenha uma boa sorte aí que eu vou buscar a Deus e a minha família que está sofrendo muito. Assim como eu, eu não estou bem”, afirmou Luciano.

Vídeo: reprodução

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS