Manaus, 13 de julho de 2024
×
Manaus, 13 de julho de 2024

Entretenimento

Globo cancela transmissão do Festival de Parintins por falta de acordo com A Crítica

De acordo com uma nota divulgada pela emissora, por falta de acordo da TV acrítica, a parceria para a divulgação do festival não pode ser concretizada.

Globo cancela transmissão do Festival de Parintins por falta de acordo com A Crítica

(Fotos: Divulgação/Secom)

Manaus (AM) – A proposta de transmissão do Festival de Parintins 2024 pela Rede Globo foi cancelada nesta quinta-feira (13), devido à falta de um acordo com a TV A Crítica, detentora dos direitos de exibição do espetáculo até 2025.

O evento, conhecido como uma das mais notáveis celebrações regionais do Brasil, enfrentou um revés de última hora devido ao impasse nas negociações entre as duas emissoras.

Apesar de um entendimento prévio com o Governo do Amazonas, as conversas entre a Globo e A Crítica não avançaram conforme o esperado, resultando na retirada da transmissão da grade da emissora nacional.

A Globo, em comunicado oficial, expressou seu interesse contínuo em exibir o festival, além de destacar a importância cultural de Parintins para o restante do país.

A global afirmou também, em nota, que manterá sua cobertura jornalística do evento, tanto localmente quanto nacionalmente. Conforme o comunicado, o festival do Amazonas faz parte do seu portfólio de grandes transmissões.

(Foto: divulgação/GLOBO)

TV acrítica 

Enquanto isso, a TV A Crítica, emissora com forte presença na Amazônia, mantém seus direitos de transmissão do evento até 2025. A emissora Manauara emitiu uma nota na qual relata as tratativas da TV Globo em transmitir o festival e também esclarece os motivos pelos quais as partes não conseguiram entrar em um acordo até o momento.

A cobertura do festival pela A Crítica tem sido importante para a promoção e valorização da cultura local, o que destaca a importância das relações entre redes nacionais e emissoras regionais em eventos de grande relevância regional.

(Foto: divulgação/ TV acrítica)

LEIA MAIS: