MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Guedes reclama de gastos com Fies: ‘Bancou até o filho do meu porteiro’

Ministro da Economia usou o porteiro do seu prédio para criticar o financiamento estudantil ao qual chamou de "desastre"
• Publicado em 29 de abril de 2021 – 16:51

BRASÍLIA, DF –  O ministro da Economia Paulo Guedes voltou a causar polêmica nesta quinta-feira (29). Dessa vez o alvo foi o Fies e os filhos do porteiro do seu prédio. O governo federal bancou bolsa de estudo  para “todo mundo.” E foi além. Disse que pagou para quem tem “menor capacidade” e “não sabia ler nem escrever.” A declaração está recebendo críticas. “O porteiro do meu prédio, uma vez, virou para mim e falou assim: ‘Seu Paulo, eu estou muito preocupado’. O que houve? ‘Meu filho passou na universidade privada’. Ué, mas está triste por quê? ‘Ele tirou zero na prova. Tirou zero em todas as provas e eu recebi um negócio dizendo: parabéns, seu filho tirou…’ Aí tinha um espaço para preencher, colocava ‘zero’. Seu filho tirou zero. E acaba de se endereçar a nossa escola, estamos muito felizes”, disse Guedes.

A fala do ministro foi dada no  Conselho de Saúde Suplementar (Consu). O Fies é um programa do governo federal que concede financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. Esta semana Guedes reclamou da China e disse que os chineses inventaram o vírus, mas que vacina boa é a dos EUA. Sem saber que estava indo ao ar. “Deram bolsa para quem não tinha a menor capacidade. Não sabia ler, escrever. Botaram todo mundo. Exageraram. Foi de um extremo ao outro.”

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap