Ipaam notifica empresas de turismo de selva

Publicado em 16/05/2017 21:21
As empresas que operam com turismo de selva devem solicitar autorização da Sema e Ipaam, devido aos riscos que expõem os recursos naturais das unidades de conservação estaduais. (Foto: Divulgação/ Ipaam)

Dois empreendimentos hoteleiros – um hotel de selva e uma embarcação – foram notificados a se regularizarem por levar turistas a unidades de conservação do Estado sem a devida autorização legal da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), responsável pela gestão dessas localidades através do Departamento de Mudanças Climáticas e Unidades de Conservação (Demuc). A ação ocorreu durante a Operação Kari’Oca 2, realizada pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) em conjunto com o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb), entre os dias 8 e 12, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro e Puranga Conquista, que abrange os municípios de Iranduba, Manacapuru e Manaus, na Região Metropolitana.

Durante a fiscalização, a equipe ouviu os comunitários para coletar informações sobre ilícitos ambientais e crimes violentos ocorridos na região.

A ida à localidade foi motivada por pedido do Ministério Público Federal (MPF), a partir de irregularidades cometidas por empreendimentos hoteleiros na região, assim como, para denotar a presença do Ipaam e Batalhão de Policiamento Ambiental com o objetivo de coibir a prática de ilícitos ambientais na região.

As empresas que operam com turismo de selva devem solicitar autorização da Sema e Ipaam, devido aos riscos que expõem os recursos naturais das unidades de conservação estaduais. Um exemplo de prática proibida nestes locais é a retirada de material biológico sem a devida autorização.

Durante a Operação Kari’Oca 1, realizada em fevereiro de 2017, o Ipaam já havia fiscalizado cinco empreendimentos turísticos, tendo notificado dois e multado três por estarem operando irregularmente. O nome da operação faz referência à etimologia tupi Kari’Oca que significa “casa do homem branco”. 

O Ipaam recebe denúncias de ilícitos ambientais, anônimas ou identificadas, pelos telefones (92) 2123-6715/6729 ou diretamente na sede do órgão.

Fonte: Secom

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS