Mais de 1,3 mil cilindros de oxigênio foram enviados para interior do AM - Amazonas1
4 de março de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Mais de 1,3 mil cilindros de oxigênio foram enviados para interior do AM

Secretaria de Estado de Saúde monitora diariamente abastecimento no interior para garantir oxigênio aos pacientes internados

Mais de 1,3 mil cilindros de oxigênio foram enviados para interior do AM
Foto: Herick Pereira/Secom

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), enviou 1.351 cilindros de oxigênio, entre os dias 19 e 21 de janeiro, para abastecimento das unidades de saúde dos municípios do interior do Estado com pacientes internados devido à Covid-19. A secretaria realiza o monitoramento diário do estoque de cilindros, além da necessidade média diária de cada município.

A secretária executiva adjunta de Descentralização e Regionalização Assistencial do Interior, Rita Almeida, explica que os cilindros precisam de uma grande rotatividade para abastecer os municípios, pois precisam chegar a Manaus para recarga e serem enviados novamente às unidades de saúde. O desafio logístico para transpor as vias de acessos aos municípios, em sua maioria aéreas e fluviais, está sendo enfrentado com a cooperação das prefeituras, Casa Militar e Forças Armadas.

“Para o abastecimento precisamos de cilindros e a chegada deles em Manaus é muito complexa devido a nossas vias. Então, estamos usando muito as aeronaves da Casa Militar e da Força Aérea Brasileira, além dos prefeitos que estão locando lanchas de deslocamento rápido, para que a gente consiga garantir o abastecimento nos municípios em tempo real”, declara.

A SES-AM enviou 253 cilindros no dia 19 de janeiro, 753 no dia 20, e 345 na quinta-feira (21/1). Até essa quinta, os municípios do interior contavam com o total de 932 cilindros de estoque, divididos de acordo com a necessidade de cada local. Itacoatiara, Manacapuru e Parintins são os que apresentam a maior demanda diária de cilindros de oxigênio.

“Diariamente, estamos monitorando, junto aos municípios, a quantidade de pacientes internados e do oxigênio em uso, quantos cilindros cheios estão no município, quantos em trânsito e quantos a carregar, além da necessidade média diária de uso desse gás”, afirma a secretária executiva Rita Almeida.

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading