Com nove convocações, prefeitura suspende prazos de concurso da Semef - Amazonas1
26 de novembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]zonas1.com.br

Com nove convocações, prefeitura suspende prazos de concurso da Semef

O decreto faz valer, em data retroativa, a partir do dia 23 de março de 2020, a suspensão por tempo indeterminado das chamadas

Com nove convocações, prefeitura suspende prazos de concurso da Semef
Foto: SEMCOM

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSD), decidiu suspender, por tempo indeterminado, as convocações dos aprovados no concurso público da Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef). A decisão foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) e tem como justificativa a pandemia do novo coronavírus.

Leia mais: Arthur Neto contesta dados informados pela própria Prefeitura de Manaus nas estatísticas de covid-19 na capital

Segundo a determinação do prefeito, ficam suspendidos os prazos de validade estabelecidos pelo Edital n° 01 e 02/ 2019 do concurso da Semef, a partir do dia 23 de março de 2020, por tempo indeterminado.

Nos editais, 50 vagas foram oferecidas aos candidatos aprovados no processo. As vagas se dividiam em: 5 vagas para Assistente Técnico Fazendário; 12 vagas para Assistente Técnico de Tecnologia da Informação da Fazenda Municipal – Programador; 12 vagas para Assistente Técnico de Tecnologia da Informação da Fazenda Municipal – Suporte; 8 vagas para Técnico de Tecnologia da Informação da Fazenda Municipal; 1 vaga para Técnico em Web Design da Fazenda Municipal; 2  vagas para Técnico Fazendário e 10 vagas para Auditor Fiscal de Tributos Municipais nos editais.

Desse total, apenas nove candidatos foram convocados. Antes do certame de 2019, a última vez que a Prefeitura realizou concurso público para a Semef foi em 1995.

Déficit de 25 anos

Para a Associação dos Aprovados em Concurso Público do Amazonas (Aacpam) a suspensão dos prazos do concurso pela prefeitura é “confusa”, visto que os 50 aprovados poderiam ter sido convocados. A referida associação destaca, ainda, que existe um déficit de 25 anos de vagas efetivas a serem preenchidas na Semef.

“A Associação dos Aprovados em Concurso Público do Amazonas vê essa suspensão de forma confusa, afinal, o que os aprovados precisam é de suas garantias legais cumpridas, pois há diversos cargos preenchidos por cargos comissionados e processos seletivos no referido Órgão”, declaram em nota ao Portal AM1.

A Aacpam iniciou um diálogo com os órgãos e, juntos, chegaram a fazer  via TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO, a sugestão de um TERMO DE AJUSTE DE GESTÃO (TAG), no qual, segundo a associação, está nas mãos da conselheira Yara Lins.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading