MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Mirando eleições de 2022, Romero Reis anuncia saída do Novo

Segundo o próprio Romero Reis, sua saída é reflexo da oposição do partido contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido)
Beatriz Araújo – Portal Amazonas1
• Publicado em 26 de julho de 2021 – 09:25
Foto: Divulgação

MANAUS (AM) – Conforme adiantado pelo Portal Amazonas1, o ex-candidato a prefeito de Manaus nas eleições de 2022, Romero Reis anunciou sua saída do partido Novo, no último domingo (25). Segundo o político, sua saída é reflexo da oposição do partido contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Romero estava como filiado da sigla desde outubro der 2019 e, ao entregar sua carta de desfiliação, o ex-candidato ressaltou os pontos principais que o fizeram deixar o partido político.

“Naquele momento (eleições 2020), eu e o Novo, pensávamos da mesma forma. No campo econômico, sonhávamos com o livre mercado, olhando o trabalho árduo como único caminho para a prosperidade; no campo familiar: Deus, pátria e família; no campo da gestão: Estado mínimo, serviços públicos de qualidade, respeitando o contribuinte, menos Brasília e mais o indivíduo; mudanças estruturantes: reforma administrativa, acompanhada da reforma tributária; enxergando a Política como instrumento de transformação, nunca como carreira, onde os políticos abusam das verbas de gabinete, motoristas e carros oficiais, indenizações, desvirtuando o foro jurídico privilegiado”, escreveu.

A saída de Romero já era especulada por cientistas políticos. Para os especialistas, a desfiliação seria uma estratégia do político para ter mais visibilidade nas eleições gerais de 2022, além de buscar apoio de Bolsonaro para o pleito.

“Apesar de não ter conquistado o pleito do ano passado, Romero formou uma grande base de eleitores conservadores, que se assemelha aos eleitores do presidente. Uma possível saída do Novo pode representar a busca de apoio para as próximas eleições”, ressaltou o cientista político Helso Ribeiro, antes da desfiliação

Leia mais: Dança das cadeiras aquece bastidores de partidos políticos no AM

Ainda de acordo com a carta de desfiliação, Romero afirmou que a grande divergência entre ele e o Novo começou a ficar mais forte com o apoio da sigla no impeachment de Bolsonaro.

“A decisão do Partido Novo em apoiar o impeachment do presidente Bolsonaro, de forma que banaliza o instrumento institucional, muito me desagrada. Os repetidos ataques à figura da Presidência da República a fim de fragilizar, sem apresentar soluções, também não é de gozo particular. Por fim, figuras que representam o partido se aliando com figurões da esquerda a fim de arriscar uma terceira via se tornam insustentáveis, diante disso, não vejo motivos para continuar no partido, logo, venho anunciar com muita paz no coração que estou me desfiliando do Novo”, escreveu.

Apesar de ainda não anunciar q qual partido pretende se filiar, Romero disse que não descarta a possibilidade de disputar as próximas eleições e que estuda outros partidos.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap