MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Pacientes do interior do AM recebem atendimento pelo Telessaúde

O programa é da Secretaria de Estado de Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde
• Publicado em 24 de maio de 2021 – 12:27
Foto: Rodrigo Santos / SES-AM

MANAUS, AM – O técnico agrícola Amadeu Carvalho, de 40 anos, levava até 17 horas no percurso Novo Airão-Manaus-Novo Airão para obter atendimento médico especializado. Com a implantação do Programa de Telessaúde, da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), em Novo Airão, município distante 115 quilômetros da capital, ele recebe acompanhamento com cardiologista, e a filha, em neuropediatria, por meio de teleconsultas com médicos do Hospital Albert Einstein (HAE).

“A teleconsulta ajuda muito porque reduziu o tempo de espera para atendimento, evita o custo de deslocamento e o desconforto gerado pela viagem. O agendamento da consulta é muito rápido, e o atendimento on-line é como se fosse presencial. Tem a conversa, análise dos exames e a prescrição de medicamentos. É a realização do sonho da população. Esse programa veio melhorar o atendimento na saúde”, disse o técnico agrícola.

Leia mais: População de Barreirinha sofre com a maior cheia da história da cidade

Amadeu foi acometido pelo novo coronavírus, em dezembro, e apresenta sequelas causadas pela doença. Segundo o técnico, as consultas com cardiologista associado às sessões de fisioterapia respiratória para a recuperação pós-Covid estão contribuindo para o retorno, integral, de suas atividades de rotina.

Recuperação

Com o teleatendimento em neuropediatria, a filha de Amadeu, Sophi Hounsell de Souza, de 3 anos, tem condições de avançar no tratamento da síndrome de Guillain-Barré e do botulismo, conforme o técnico agrícola.

“Isso ajuda na recuperação da minha filha. O médico solicitou exames e no final do mês já terá nova consulta. Está muito rápido e vai agilizar o tratamento dela. Os profissionais são bons, nos trazem confiança. Não precisando sair do município e tendo o atendimento aqui é mais seguro”, afirmou Carvalho.

Outro beneficiado pelo programa é o agricultor João Adilson Lagoa, de 64 anos, morador da zona rural de Novo Airão que não precisou sair do município para ter uma consulta com o médico Maurício Rigodanzo Mocha, para avaliação de risco cirúrgico cardiológico para realização da cirurgia de colecistectomia (vesícula).

Assistência

As teleconsultas são mediadas por um médico da unidade hospitalar do município. No intervalo entre as consultas, os pacientes recebem atendimento complementar pelo profissional. Após as consultas, que são pré-agendadas pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), os pacientes recebem o encaminhamento para exames, medicação prescrita e o agendamento do retorno, assegurando a continuidade do tratamento.

Leia mais: Amazonas registra 337 novos casos de Covid e cinco mortes pela doença

“O programa veio sanar uma lacuna que existia com relação às especialidades. Com o advento da telessaúde, através da parceria com o Hospital Albert Einstein, semanalmente tem consulta com especialistas. Isso tem facilitado muito. A população tem gostado, porque além de facilitar o tempo, os especialistas são bons e a prefeitura e a secretaria estão nos ajudando com insumos e medicações”, afirmou o diretor clínico e médico da unidade hospitalar de Novo Airão, José Sobreira.

Sobre o programa

A Telessaúde permite hoje que pacientes de 18 municípios do Estado, incluindo a capital, tenham acesso à consulta especializada com médicos, em São Paulo. O programa é mantido por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), com o HAE ofertando os atendimentos em sete especialidades médicas.

O programa alcançou 900 consultas especializadas em menos de sete meses, nesta segunda-feira (24). A SES-AM encaminhou aos municípios do interior os equipamentos disponibilizados pelo HAE para realização das consultas, e a Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) permite a conexão do município com o hospital.

 

(*) Com informações da assessoria

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap