Paulistão: Corinthians empata com Bragantino e chega ao sexto jogo sem vencer - Amazonas1
22 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Paulistão: Corinthians empata com Bragantino e chega ao sexto jogo sem vencer

Pressionado por esse jejum, o Corinthians terá como próximo compromisso o clássico contra o Palmeiras, na quarta-feira

Paulistão: Corinthians empata com Bragantino e chega ao sexto jogo sem vencer
Foto: Ari Ferreira / Bragantino

O Corinthians completou neste domingo (28) o sexto jogo seguido sem vencer e o quatro consecutivo sem marcar nem sequer um gol. Desta vez, em sua estreia no Campeonato Paulista, o time não passou de um empate por 0 a 0 com o Red Bull Bragantino, fora de casa.

Considerando a reta final do Campeonato Brasileiro, encerrado na última quinta (25), o time comandado por Vagner Mancini acumula quatro empates e duas derrotas desde o dia 3 de fevereiro, quando ganhou pela última vez, do Ceará, por 2 a 1.

Esta é a pior sequência da equipe corintiana com Mancini desde a chegada do treinador, que estreou em 28 de outubro do ano passado.

Pressionado por esse jejum, o Corinthians terá como próximo compromisso o clássico contra o Palmeiras, na quarta-feira (3), às 19h, na Neo Química Arena, pela segunda rodada do Estadual.

Ao iniciar uma nova temporada apenas três após o término do Nacional, houve pouco tempo para Mancini promover mudanças significativas na maneira de jogar do Corinthians, que encerrou o Nacional apenas na 12ª posição.

Além disso, o técnico ainda teve uma série de desfalques, dez ao todo, entre eles peças importantes como o lateral direito Fagner, o lateral esquerdo Fábio Santos, o meia Otero e o atacante Jô.

Leia mais: Vasco conversa com empresários sobre contratos do elenco

Em meio às baixas, Mancini promoveu a estreia do jovem Rodrigo Varanda, 18, promovido das categorias de base de clube. O atacante demonstrou segurança, teve uma boa chance de marcar, mas só a presença dele não foi suficiente para dar mais velocidade ao ataque alvinegro.

Quem ditou o ritmo da partida foi o Bragantino, sobretudo com as jogadas de velocidade com Claudinho, recém-eleito craque e revelação do último Nacional, Vitinho e Artur. Enquanto o trio obrigou Cássio a fazer pelo menos três boas defesas, o goleiro Cleiton pouco trabalhou.

A falta de chegadas ofensivas do time corintiano era reflexo da baixa produtividade dos homens do meio de campo. Mateus Vital e Ramiro foram abusaram da individualidade, ao passo que Cantillo forçava bolas longas, nas costas da defesa do time de Bragança.

Mancini esperou até os 24 do segundo tempo para tentar mudar sua equipe. De uma só vez, ele substituiu três atletas. Rodrigo Varanda, Vital e Léo Natel saíram, enquanto Gabriel Moquisto, Gustavo Pereira e Cauê entraram em campo. À essa altura, o Corinthians não havia finalizado nenhuma vez no segundo tempo.

O Corinthians teve uma pequena melhora, mas quem quase abriu o placar foi o Bragantino. Já aos 43, Léo Ortiz marcou de cabeça, mas o árbitro anulou o gol por impedimento após análise do árbitro de vídeo.

Foi a última grande chance da partida no interior do estado.

 

(*) Com informações da Folhapress

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]