MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

‘Pazuello agora poderá fazer política à vontade’, diz Arthur Neto no Twitter

Pazuello deverá depor novamente na Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19; sua participação em ato pró-Bolsonaro foi rechaçada
• Publicado em 24 de maio de 2021 – 15:13
Arthur Neto
Foto: Arthur Neto (Alex Pazzuelo/Semcom) / General Pazuello (reprodução)

MANAUS, AM – O ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSD), criticou a postura do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em participação de manifestação em prol do presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), nesse domingo (24); Pazuello apareceu no ato em cima de um carro de som e sem máscara.

Com a participação de Pazuello no ato pró-Bolsonaro, é dado como certo que o Exército Brasileiro (EB) mandará o militar para a reserva. O ex-ministro ainda faz parte da ativa das Forças Armadas.

No Twitter, o postulante à Presidência da República, em 2022, disse que essa decisão de encaminhar Pazuello para reserva o deixa livre para fazer política. “Natural a ida do general Pazuello para reserva, por decisão do Comando do Exército. Pazuello agora poderá fazer política à vontade”, tuitou Arthur.

Leia mais: Pazuello sairá algemado se mentir em novo depoimento, diz Omar Aziz

Arthur também falou que um militar deve se manter em silêncio quando na ativa. “Um pilar da nossa democracia é o suporte que a ela dedicam as Forças Armadas. Militar da reserva fala o que quiser sobre política. Militar da ativa guarda silêncio”, disse.

Pazuello deverá depor novamente na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap