Dupla é presa com armas que seriam usadas para executar rivais

US - R$ 4,19

×

Dupla é presa com armas que seriam usadas para executar rivais

Um dos presos confessou ser responsável pela contabilidade dos lucros do tráfico de drogas e pelo fornecimento de armas de fogo para uma facção criminosa

Responsável pela contabilidade e fornecimento de armas para facção e seu segurança são presos pela polícia. (Divulgação)

Alex de Souza Façanha, 37, conhecido como “AK”, e Luciano Lopes Lavor, 24, foram presos na tarde de quinta-feira, 7, por meio da equipe do 2º Batalhão de Polícia de Choque (2.º BPChq) das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam). A prisão aconteceu na avenida Hilário Gurjão, no bairro do Jorge Teixeira, na zona Leste de Manaus.

Segundo a equipe policial, a dupla foi abordada em atitude suspeita dentro de um carro, modelo Fiat/Siena Attractiv, de cor vermelha, placa OAL-4A87. Na revista, foi encontrado um revólver calibre 38, escondido debaixo do banco do motorista.

Questionado, os dois homens informaram que haviam mais armas de fogo em uma residência no bairro Novo Aleixo, na zona Norte. No local indicado, foi apreendido mais um revólver calibre 38. Na mesma ação, foram apreendidos sete munições do mesmo calibre e um celular.

Material apreendido pela polícia que estavam com os dois homens. (Divulgação)

Aos policiais, Alex confessou ser responsável pela contabilidade dos lucros do tráfico de drogas e pelo fornecimento de armas de fogo para membros da facção criminosa Família do Norte (FDN). O armamento seria utilizado na execução de rivais do Comando Vermelho (CV), que atuam no tráfico de drogas do bairro Crespo, na zona Sul da capital.

Na madrugada do dia 30 de outubro deste ano, 17 pessoas, entre elas três adolescentes, foram mortos após intervenção de policiais da Força Tática e Rocam. As vítimas ainda foram levadas para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na zona Centro-Sul, mas não resistiram aos ferimentos.

Veja mais: Confronto entre PM e traficantes deixa 17 mortos; corpos estão sendo levados ao IML

Já Luciano, segundo a polícia, foi apontado como segurança particular de Alex. Os dois homens foram apresentados por porte, posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Faça um comentário