Polícia cumpre mandado e prende homem pelo crime de estupro - Amazonas1
18 de janeiro de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Polícia cumpre mandado e prende homem pelo crime de estupro

De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, Frank cometeu o crime contra uma adolescente em 2009, que na época tinha 13 anos

Polícia cumpre mandado e prende homem pelo crime de estupro
Foto: Alailson Santos/PC-AM

Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), cumpriu nesta quinta-feira (3), por volta das 6h, mandado de prisão em razão de sentença condenatória contra Frank Castro do Santos, 42, pelo crime de estupro de vulnerável, praticado em 2009. A prisão ocorreu no bairro Armando Mendes, zona leste da capital.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Especializada, Frank cometeu o crime de estupro de vulnerável contra uma adolescente que, na época dos fatos, tinha 13 anos. Em 2009, ele prestava alguns serviços à família, e o crime ocorreu em alguma dessas ocasiões.

Leia mais: Operação Sanguessuga: Polícia Civil cumpre 83 mandados de prisão, busca e apreensão

“Depois do crime, a mãe suspeitou do comportamento da filha. As duas conversaram, e a vítima contou o que aconteceu. Com isso, um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado, e os procedimentos foram iniciados na Depca. O trâmite correu e a Justiça o condenou a 9 anos e quatro meses de reclusão”, detalhou a autoridade.

O mandado de prisão contra o homem foi expedido no dia 2 de agosto deste ano, pelo juiz Ian Andrezzo Dutra, da 1ª Vara Especializada em Crimes contra Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Procedimentos

Frank foi preso em cumprimento de mandado de prisão, em razão de sentença condenatória, pelo crime de estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

(*) Com informações da assessoria 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading