Corpo de professor é encontrado enterrado no quintal de suspeito que está foragido

US - R$ 4,38

×

Corpo de professor é encontrado enterrado no quintal de suspeito que está foragido

Um homem, identificado pelo apelido de “Loirinho”, foi preso em posse do carro da vítima e informou o local onde estava o corpo

(Divulgação)

Há dois dias desaparecido, o professor Antônio Genivaldo Lira de Lacerda, 47 anos, foi encontrado morto na madrugada desta sexta-feira, 17, nos fundos do quintal de uma residência, na rua Aracati, na comunidade Rio Piorini, no bairro Colônia Terra Nova, na zona Norte de Manaus.

Um homem, identificado pelo apelido de “Loirinho”, foi preso em posse do carro da vítima e informou o local onde estava o corpo.

De acordo com o delegado Fábio Silva, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o professor estava desaparecido desde quarta-feira, 15, por volta das 17h, após ser visto saindo da escola Francisco Pereira de Araújo, no bairro Flores, zona Centro-Sul, onde era diretor.

“O veículo do professor foi localizado horas antes pela polícia. Logo após isso, a polícia recebeu informação que em uma casa, no Rio Piorini, havia movimentação e que um corpo poderia estar enterrado devido ao odor forte exalando do local”, contou o delegado.

“Chegando ao local, encontramos o corpo do professor em uma cova rasa e, nas imediações, foi preso um dos autores”, completou.

Segundo o delegado, o suspeito confessou que praticou o crime juntamente com outro homem, que está foragido.

“A vítima foi enforcada com uma corda e depois saqueada. Em seguida, eles resolveram enterrar a vítima no quintal da casa do foragido, o mentor do crime”, explicou o delegado Fábio Silva.

O carro

O carro do professor foi localizado por policiais militares da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). De acordo com o tenente Gadelha, o carro do professor, modelo Nissan/Versa, de cor prata, e placa PHX-5370, foi encontrado na noite de quinta-feira, 16, na invasão Monte Horebe, no bairro Lago Azul, na zona Norte.

“Os familiares da vítima estavam monitorando o veículo e o GPS mostrou a localização nas comunidades Monte Sinai, Rio Piorini e Monte Horebe, todas na zona Norte. Durante as buscas, a equipe da 18ª Cicom encontrou o “Loirinho” no carro da vítima. A princípio ele negou a participação no crime, mas acabou confessando e apontou o local onde foi enterrado o corpo do professor”, explicou o tenente Gadelha.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para desenterrar a vítima. Após os procedimentos de perícia, a vítima foi removida ao Instituto Médico Legal (IML).

Já “Loirinho” foi levado para a DEHS, que vai dar continuidade nas investigações para prender o segundo criminoso.

Faça um comentário