Na Bolívia, pesquisa indica vitória de Arce com 52,4% dos votos - Amazonas1
2 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Na Bolívia, pesquisa indica vitória de Arce com 52,4% dos votos

O levantamento indica vitória em primeiro turno do candidato do MAS (Movimento ao Socialismo), Luis Arce, em primeiro turno

Na Bolívia, pesquisa indica vitória de Arce com 52,4% dos votos
Foto: Luis Gandarilalas/AFP

Após horas de atraso, o mais confiável instituto de pesquisa da Bolívia, o Ciesmori, publicou à 0h desta segunda-feira (19), no horário local (1h em Brasília), o resultado de sua pesquisa de boca de urna.

O levantamento indica vitória em primeiro turno do candidato do MAS (Movimento ao Socialismo), Luis Arce, em primeiro turno, com 52,4% dos votos, contra 31,5%, de Carlos Mesa.

Na Bolívia, para ser eleito no primeiro turno, é preciso ter 50% mais um voto, ou alcançar 40% dos votos e ter dez pontos percentuais de diferença para o segundo colocado.

Eleições

De acordo com o instituto, o atraso ocorreu porque, no prazo combinado para a divulgação da sondagem, 20h deste domingo (18), a amostragem obtida não representava 95% dos votos válidos —muitos preferiram não revelar o voto. Com as horas a mais, segundo o Ciesmori, foi possível concluir o processo.

A pesquisa boca de urna não representa o resultado final, e os dados oficiais da eleição precisam ser chancelados pelo tribunal eleitoral, o que está previsto para acontecer nos próximos dias.

Outra pesquisa, da Fundação Jubileo, aponta vantagem ainda maior de Arce, que teria obtido 53%, contra 30,8% de Mesa. O ultradireitista Luis Fernando Camacho aparece em terceiro lugar, com 14,1%.

Logo após o anúncio, ouviram-se o barulho de rojões e buzinaços em La Paz.

Nas redes sociais, Arce, aliado do ex-presidente Evo Morales, também comemorou o resultado não oficial.

“Muito grato pelo apoio e pela confiança do povo boliviano. Recuperamos a democracia e recuperaremos a estabilidade e a paz social. Unidos, com dignidade e soberania”, escreveu.

Para Evo, “a vontade do povo foi imposta” em uma vitória contundente do MAS. “Nosso movimento político terá maioria nas duas casas. Agora vamos devolver dignidade e liberdade ao povo”, disse o ex-presidente, para quem o atraso na divulgação da pesquisa de boca de urna era uma tentativa de “esconder o grande triunfo do povo” representado por seu partido.

Leia mais: Professor é decapitado após exibir caricaturas de Maomé

“O grande triunfo do povo é histórico, inédito e único no mundo: um ano após o golpe, reconquistamos democraticamente o poder político com consciência e paciência do povo”, escreveu o líder indígena.

Jeanine Añez, presidente interina da Bolívia, reconheceu a vitória de Arce ainda no primeiro turno da eleição. “Parabenizo os vencedores e peço que governem pensando na Bolívia e na democracia.”

Há pouco mais de um mês, Añez desistiu da corrida presidencial. Na ocasião, disse que renunciava à candidatura para evitar que o partido de Evo acabasse ganhando.

Já a Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu aos cidadãos e a todos os atores políticos que “esperem com paciência os resultados oficiais”. “Os próximos dias serão cruciais para o futuro da Bolívia, e todos devem estar à altura deste momento histórico. O povo mostrou seu compromisso com a democracia, e é importante que as forças políticas sigam seu exemplo”, diz o comunicado do órgão.

A nota afirma ainda que a OEA “sempre defendeu a vontade popular na Bolívia, expressa por meio de eleições livres”. A instituição diz que permanecerá atenta à apuração oficial dos votos e emitirá, nos próximos dias, um informe preliminar sobre o processo eleitoral como um todo.

(*) Com informações da Folha Uol

 

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading