Manaus, 13 de junho de 2024
×
Manaus, 13 de junho de 2024

Cidades

Prefeitura de Manaus oferta nova vacina monovalente contra Covid

O novo imunizante faz parte da estratégia do Ministério de Saúde para manter atualizada a proteção da população, diante de novas mutações do vírus.

Prefeitura de Manaus oferta nova vacina monovalente contra Covid

Manaus oferta a vacina monovalente XBB (Foto: Divulgação/Semsa)

Manaus (AM) – As unidades de saúde da Prefeitura de Manaus já estão ofertando a vacina monovalente XBB para crianças de 6 meses até 4 anos, e para pessoas a partir de 5 anos, integrantes de 14 grupos prioritários, como parte da estratégia de imunização contra a Covid-19 na capital. O imunizante está disponível em todas as salas de vacina gerenciadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), distribuídas em todas as zonas distritais de saúde.

O secretário municipal de Saúde, Djalma Coelho, explica que a inclusão do novo imunizante é uma estratégia do Ministério de Saúde e pretende manter atualizada a proteção da população, diante de novas mutações do vírus hoje em circulação.

“A nova vacina é atualizada com uma subvariante da ômicron, a XBB 1.5, que traz muitas mutações em relação ao vírus original. A inclusão do imunizante vai complementar a proteção das pessoas contra essa linhagem, que está entre as mais detectadas neste ano”, informa o titular da Semsa.

Djalma destaca que a nova vacina é segura e eficaz, sendo indicada para a prevenção da Covid-19 em crianças a partir de 6 meses e adultos. Produzido pela fabricante Moderna, sob o nome comercial Spikevax, o imunizante teve registro aprovado pela Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa), em março passado.

“As doses estão disponíveis para crianças de 6 meses a 4 anos, como parte da rotina básica, com a meta de vacinar 90% dessa população. A partir de 5 anos, nesse momento, vamos vacinar somente as pessoas dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde”, antecipa.

Os 14 grupos prioritários, enumera o secretário, incluem idosos a partir de 60 anos; gestantes e puérperas; pessoas com deficiência permanente; indígenas; ribeirinhos; quilombolas; trabalhadores da saúde; pessoas com comorbidades; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas; pessoas em situação de rua; pessoas imunocomprometidas; pessoas privadas de liberdade, a partir de 18 anos; e pessoas e trabalhadores de instituições de longa permanência.

A lista completa de unidades que vão ofertar a nova vacina contra a Covid-19, com endereços e horários de funcionamento, pode ser consultada on-line, no link https://bit.ly/SalasVacinaManaus1.

Ao se dirigir às unidades, os usuários devem levar consigo documento de identidade com foto, CPF ou Cartão Nacional de Saúde (CNS) e o cartão de vacina. Pessoas de grupos prioritários devem apresentar ainda comprovante da condição, como crachá, carteira de trabalho ou contracheque, no caso de trabalhadores da saúde, do sistema prisional ou de instituições de longa permanência, e laudo ou receita médica, para pessoas com comorbidade, entre outros.

Esquemas vacinais e doses

A gerente de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes, destaca que, com a inclusão da Covid-19 monovalente XBB, o esquema primário de imunização contra a doença, para pessoas a partir de 5 anos, passa a ser de uma dose da vacina. “Pessoas nessa faixa etária que tenham recebido uma ou mais doses de qualquer imunizante, monovalente ou bivalente, deverão reforçar a proteção também com uma dose, observado o prazo de três meses da última aplicação”, orienta.

Uma exceção, aponta Isabel, é para os idosos, gestantes, puérperas e pessoas imunocomprometidas, que tenham ao menos duas doses de qualquer vacina previamente ofertada na estratégia de vacinação. Esse público deverá receber duas doses da vacina da Moderna, neste ano, com intervalo mínimo de seis meses entre as aplicações.

Para as crianças de 6 meses até 4 anos, a indicação é de duas doses da vacina monovalente XBB, com intervalo de quatro semanas, para aquelas que nunca se vacinaram; e uma dose, para as que já têm o esquema vacinal completo. “As crianças com ciclo incompleto deverão completar o esquema com a vacina disponível ou, em caso de indisponibilidade, fazer a intercambialidade”, aponta Isabel.

Crianças a partir de 6 meses, adolescentes e adultos imunocomprometidos, que nunca receberam a vacina, explica Isabel, deverão receber três doses da nova vacina contra a Covid-19, com quatro e oito semanas de intervalo. Isso vale para pessoas em revacinação após transplante de células-tronco hematopoiéticas, observado o prazo de seis meses após o procedimento.

“Crianças e pessoas imunocomprometidas que iniciaram a vacinação deverão completar o esquema primário, com o imunizante disponível, conforme a idade. E as que já tinham o esquema completo deverão receber uma dose da monovalente XBB”, acrescenta a gerente.

Isabel complementa que a nova vacina pode ser aplicada com qualquer outro imunizante, exceto o da dengue. Os doadores de sangue devem respeitar o prazo de sete dias, após receber a monovalente XBB, antes de realizar nova doação.

(*) Com informações da assessoria

LEIA MAIS: