MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Terminal 6 passa a ser novo posto de vacinação em Manaus

Terminal substitui o ponto que funcionou na Universidade Nilton Lins, desativado a partir de hoje (17)
• Publicado em 17 de abril de 2021 – 19:46
t6 novo posto de vacinação
Foto João Viana Semcom

MANAUS, AM – O novo posto de vacinação montado no Terminal de Integração 6 (T6), localizado na avenida Comendador José Cruz, no bairro Lago Azul, começou a funcionar neste sábado, (17), no horário das 9h às 16 horas.

Com as duas modalidades de atendimento, são três estações de drive-thru e uma fixa, para atender as pessoas que não possam ir em carros.

Ele substitui o ponto que funcionou na Universidade Nilton Lins, desativado a partir desta data.

Leia mais Manaus já aplicou mais de 80% das primeiras doses de vacina contra a covid-19

A chefe da Divisão de Imunização da Semsa, enfermeira Isabel Hernandes, explicou que a prefeitura sentiu a necessidade de levar a vacinação para mais perto da população da zona Norte, que concentra mais de meio milhão de pessoas, facilitando o acesso de quem mora naquela região ao posto de vacinação.

“Montamos esse novo posto de vacinação para criar mais uma opção a população da zona Norte, uma das áreas mais populosas da cidade. As pessoas que estavam agendadas para a Nilton Lins, no dia de hoje (sábado, 17), foram orientadas a vir para esse novo posto. Quem vai vacinar a partir de segunda-feira, já encontrará seu agendamento no Imuniza Manaus direcionado para cá”, explicou Isabel.

“Também as pessoas que estejam agendadas para algum dos outros pontos, mas que aqui seja mais perto, elas podem vir para esse posto, bastando apresentar um documento de identificação, com foto, e no caso de comorbidades, o laudo que ateste a condição de saúde”, completou.

A dona de casa Maria Olgarina Brás da Silva aproveitou a facilidade de ter um posto perto de casa para tomar a primeira dose.

“Ah, isso é tudo de bom para mim e para minha família. Eu já perdi muitos parentes e não quero ser a próxima. Aconselho a todas as pessoas que venham tomar a vacina e ter mais vida para frente”, comentou.

Emocionado, o aposentado José Evani, que tem 62 anos e é diabético, contou que teve Covid-19 e passou 40 dias internado, mas conseguiu vencer a doença.

“Foi uma experiência ruim demais. Estou chorando de alegria porque eu passei muito ruim. E agora estou feliz porque estou vacinado. Tem que vacinar!”, disse, em lágrimas.

Neste sábado, foram vacinados integrantes da faixa etária de 55 a 59 anos, portadores de alguma das comorbidades elencadas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, que não puderam ir aos postos durante a semana.

Também foram vacinadas pessoas de 18 a 59 anos com diabetes, obesidade grave (IMC igual ou maior que 40) e cardiopatias; e pessoas com 60 anos ou mais que ainda não receberam a primeira dose do imunizante, além de idosos de 60 a 63 anos com a segunda dose da vacina CoronaVac/Butantan, cujo intervalo entre doses orientado pelo laboratório é de 28 dias.

(*) Com informações da assessoria

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap