Vendedor é morto com 17 facadas na Praça da Matriz - Amazonas1
16 de maio de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Vendedor é morto com 17 facadas na Praça da Matriz

O vendedor de salada de frutas se envolveu em uma briga no último sábado com autor do crime, que voltou ao local nesta segunda para matá-lo

Vendedor é morto com 17 facadas na Praça da Matriz
foto: Altemir Coelho

MANAUS, AM  – Um homem, até o momento não identificado, assassinou um vendedor de salada de frutas com 17 facadas, na tarde desta terça-feira (13). O crime aconteceu na praça da Igreja da Matriz, próximo à avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, zona Sul de Manaus.

De acordo com informações repassadas por frequentadores da praça, a vítima vendia salada de frutas na praça. O autor do crime fugiu do local logo após desferir os golpes.

O suspeito discutiu com o vendedor no último sábado (10) e, nesta segunda, ele teria voltado para assassiná-lo. A equipe da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) isolou a área até a chegada da perícia. Antes disso, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas apenas constatou a morte.

Morte violenta

O Departamento de Polícia Técnico Científica (DPTC) fez a perícia no corpo e os peritos constataram que a vítima recebeu, pelo menos, 17 golpes de arma branca pelo corpo.

Além disso, vítima estava trajando uma camiseta de cor cinza e uma calça jeans de cor azul. Mais importante, o ambulante possuía algumas joias e também células de dinheiro oriundo da venda do dia. Por conta disso, a polícia descartou a possibilidade de a vítima ter sofrido um latrocínio.

Leia mais: Pecado mortal: filho tenta matar a própria mãe a facadas na Zona Leste de Manaus

De acordo com testemunhas, antes de se tornar autônomo, o homem trabalhava como vendedor em uma loja de calçados. Após a crise econômica que afetou a movimentação comercial na área, como resultado, ele passou a vender copos de salada de fruta no local.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) colheu mais informações e vai investigar o caso. Dentro da área da praça, segundo os policiais, não há câmeras de segurança que possam ajudar no trabalho da polícia.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]