Vídeo mostra momento da execução de empresário em Manaus

Rafael Moura Cunha, de 40 anos, foi executado na hora em que saía de seu restaurante, no bairro Parque 10, na noite dessa quinta-feira
Publicado em 03/12/2021 15:16
Vídeo mostra momento da execução de empresário em Manaus
Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

MANAUS, AM – Um vídeo de câmeras de segurança flagrou o momento exato da execução do empresário Rafael Moura Cunha, de 40 anos, em Manaus. O empresário foi morto na noite da última quinta-feira (2), quando saía de seu restaurante, o Fast Temaki, no bairro Parque 10, na Zona Centro-Sul da capital.

Segundo as imagens, o crime ocorreu por volta das 20h00. No vídeo, Rafael aparece saindo do Fast Temaki, na rua Carlota Joaquina, e o homem que o executa está escondido atrás de uma árvore. Ele atravessa a rua em direção ao seu carro, um Jetta preto blindado, e ao abrir o veículo, o homem sai de trás de uma árvore, e enquanto Rafael entra no carro, o homem vai até a porta do carro e executa Rafael ali mesmo.

Leia mais: Empresário morre após ser alvejado com dois tiros no Parque Dez

Veja:

Os tiros desferidos pelo pistoleiro acertaram a cabeça e o ombro esquerdo de Rafael. Ele acabou morrendo no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas apenas constatou o óbito do empresário. Peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) estiveram no local e removeram o corpo de Rafael para o Instituto Médico Legal (IML).

O corpo de Rafael foi velado na tarde desta sexta-feira (3), na Funerária Canaã, no bairro Praça 14, Zona Sul da capital. O enterro está marcado para depois das 15h30, no Cemitério Parque Tarumã, na zona Oeste.

Além de ser o proprietário do Fast Temaki, Rafael Moura Cunha também era proprietário da empresa Puraka Mídia, e de outros estabelecimentos do ramo de entretenimento, como o Pagode do Posto P10 e até do Blend Café Lounge, em frente ao Fast Temaki, onde seu carro estava estacionado.

Ainda não há informações sobre o paradeiro do homem que matou Rafael. A polícia segue nas buscas por ele, e o caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS