Vídeo: Sassá pede que Bolsonaro e Menezes sejam multados por motociata sem capacete

Vereador petista criticou o presidente por passear de moto, por várias zonas de Manaus, sem o item de proteção
Gabriela Alves – Portal AM1
Publicado em 20/06/2022 11:02

MANAUS – O vereador Sassá da Construção Civil (PT) uso a tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta segunda-feira (20), para cobrar que seja aplicada multa ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e ao Coronel Alfredo Menezes (PL) por não usarem capacete durante a motociata realizada na capital no último sábado (18).

“Aqui em Manaus é proibido andar sem capacete, se você for pego sem capacete, você é multado. Aí aquele ‘lambanceiro’, o coronel Menezes junto com o presidente da República, outro irresponsável também andando sem capacete. Que bom exemplo ‘tá’ [sic] dando para a população?”, disse.

O vereador petista ainda cometeu um erro ao direcionar a cobrança, inicialmente, ao Sindicato das Empresas das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e não ao órgão responsável pela fiscalização do trânsito, o Manaustrans. No final do discurso, Sassá corrigiu o erro.

Leia mais: Sem capacete, Bolsonaro escolhe o fiel escudeiro Menezes e sai em motociata por Manaus

“Eu quero solicitar aqui, em documento, daqui a pouco, pedindo ao Sinetram se foi multado. Tem que ter a multa, porque a multa tem que ser para todos. […] Eu quero pedir aqui ao Sinetram, eu quero pedir aqui ao Manaustrans que traga essa multa para mostrar para a população, se foi multado ou não. Se não tiver a multa, a população pode andar sem capacete. A lei é para todos!”, afirmou.

Assista ao vídeo:

O vereador ainda falou sobre o aumento no preço dos combustíveis e, sem citar a famosa frase dita por Bolsonaro, “Bandido bom é bandito morto”, criticou o posicionamento do presidente: “O filho de Deus não quer ver bandido morto. Quer ver o bandido restaurado, trabalhando”.

Leia mais: Direita no AM espera 10 mil pessoas na motociata de Bolsonaro

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS