Vigia é indiciado por mostrar órgão genital à criança de 10 anos em Itapiranga - Amazonas1
22 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Vigia é indiciado por mostrar órgão genital à criança de 10 anos em Itapiranga

A menina estava vendendo tucumã, quando foi oferecer o produto ao homem, que lhe perguntou se ela 'gostava de dinheiro'

Vigia é indiciado por mostrar órgão genital à criança de 10 anos em Itapiranga
Foto Ilustrativa

Um vigia de 42 anos foi indiciado por praticar ato libidinoso na presença de uma menina de 10 anos. O fato ocorreu dia 18 fevereiro deste ano, no município de Itapiranga.

O Inquérito Policial (IPL)  foi finalizado pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 38ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) nesta segunda-feira (1°), e resultou no indiciamento do vigia.

De acordo com o delegado Aldiney Nogueira, titular da unidade policial, na ocasião do crime, a menina abordou o homem e perguntou se ele gostava de tucumã, pois sua mãe estava vendendo, momento em que o infrator perguntou se a criança gostava de dinheiro e mostrou seu órgão genital e com tom ameaçador pediu para ela não contar à mãe.

“Fomos acionados pela mãe da vítima, iniciamos as diligências de forma imediata e, em seguida, localizamos e conduzimos o suspeito à delegacia. Ele foi flagranteado, passou por interrogatório e foi liberado após pagamento de fiança no valor equivalente a três salários mínimos, tendo em vista que a lei permite o arbitramento em crimes cuja pena não seja superior a quatro anos”, explicou o delegado.

Leia mais: Casal abandona 12,5 quilos de drogas durante operação policial no bairro da Paz

Ainda de acordo com a autoridade policial, chegando à delegacia, o suspeito demonstrou nervosismo e informalmente confessou o crime à equipe de investigação. Porém, durante o interrogatório, ele afirmou que quando ia tirar o dinheiro para comprar o tucumã, acidentalmente acabou mostrando suas partes íntimas, mas o relato não convenceu a equipe policial, principalmente pelo fato da criança não estar em posse da mercadoria.

Procedimentos – Após a conclusão das investigações, o Inquérito Policial (IPL) foi finalizado, e o indivíduo foi indiciado pela prática de ato libidinoso na presença de menor de 14 anos, de acordo com o artigo 218-A do Código Penal (CP).

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]