Agricultor é assassinado a tiros por disputa de terras em Presidente Figueiredo - Amazonas1
21 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Agricultor é assassinado a tiros por disputa de terras em Presidente Figueiredo

O agricultor foi atingido com tiros de pistola ponto 40 nas costas, perna, abdômen e morreu no local

Agricultor é assassinado a tiros por disputa de terras em Presidente Figueiredo

Com 12 tiros, o agricultor José Maria Moreira de Oliveira, 62, foi assassinado na madrugada desta segunda-feira (2), em um assentamento no quilômetro 139 da comunidade Jerusalém, localizado na BR-174, que liga Manaus a Presidente Figueiredo.

Segundo informações da Polícia Civil, José Maria teve a casa invadida por três homens, que arrombaram as portas. O agricultor foi atingido com tiros de pistola ponto 40 nas costas, perna, abdômen e morreu no local.

Os criminosos fugiram sem serem identificados. No entanto, a polícia obteve informações que três homens, conhecido como “Cebola”, “Bola”, e “Vitor” estiveram na propriedade do agricultor por volta das 16h de sábado (1º).

Leia mais: Agricultor é encontrado morto por populares após sair para trabalhar

Com ameaças de morte, o trio exigiu que José Maria e Raimundo da Costa Marques, 67, o “Baixinho”, abandonassem a região por não concordarem com a presença dos agricultores.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), na zona Norte da capital. A polícia trata o homicídio relacionado à briga por limites de terra. A equipe da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) iniciou as buscas pelos suspeitos.

Informações que levem aos assassinos podem ser feita pelo número (92)3324-1885 da unidade policial ou 181 da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). A identidade do informante será preservada.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]