MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Vereador Allan Campelo quer colocar 10 mil pessoas na Arena da Amazônia

De acordo com a proposta do vereador, é possível manter o distanciamento, mesmo com milhares de pessoas reunidas
• Publicado em 12 de maio de 2021 – 10:23
Foto: Reprodução / Instagram

MANAUS, AM – Com uma possível terceira onda assombrando o Amazonas, o vereador Allan Campelo (PSC) propôs nesta terça-feira (11) que a final do Campeonato Amazonense de Futebol seja aberta ao público. A partida que deve consagrar o campeão do Barezão vai acontecer na Arena da Amazônia, que tem capacidade para um pouco mais de 44 mil pessoas. De acordo com o vereador, deve ser liberada a entrada de apenas 20% dos torcedores, o que abrange um público de 8 a 10 mil pessoas. A final do Campeonato Amazonense ocorre em duas partidas, sendo a primeira no próximo sábado, e o segundo jogo no dia 22 de maio. O São Raimundo e o Manaus FC protagonizam a disputa.

Na Câmara Municipal de Manaus (CMM), Campelo afirmou que enviará um ofício ao Comitê de Crise do Governo para que seja possível a realização da partida com a presença do público.

Leia mais: Acusado de apresentar certificado falso, prefeito é mantido no cargo no interior do AM

“Eu acredito que dá pra manter um distanciamento das cadeiras e não vai aglomerar”, destacou o vereador do PSC.

Queda de casos, mas nada de aglomeração

A proposta do vereador vem em um momento delicado da pandemia. Mesmo com a queda de casos da covid-19 no Amazonas, o estado ainda discute uma suposta terceira onda. Vale ressaltar que Manaus foi a primeira cidade do Brasil a entrar em colapso na saúde nos primeiros meses de 2021.

O resultado desse colapso foram as festas de finais de ano que, mesmo com especialistas alertando para que fosse mantido o distanciamento social, ainda foram realizadas na cidade.

No esporte, a Organização Pan-Americana (Opas) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ressaltam que ainda é necessário seguir os protocolos de segurança para evitar a propagação do novo coronavírus. Com isso, a presença do público nos jogos deve ser evitada a todo custo.

Sem eventos até o momento

Os eventos com cobrança de ingresso em Manaus haviam sido liberados na última semana, porém, a Prefeitura de Manaus voltou atrás com a decisão e suspendeu a realização dos eventos até o próximo dia 17 de maio.

Leia mais: David Reis gasta R$ 10 mil da Câmara em viagem e ainda dispensa licitação

A coincidência é que a suspensão dos eventos em Manaus ocorreu no mesmo dia em que o vereador Allan Campelo propôs a abertura dos portões da Arena da Amazônia para receber o público na final do Barezão.

Arena da Amazônia (Divulgação)

“Todas as medidas na nossa gestão priorizam a saúde e o bem-estar da população neste momento. O Comitê Intersetorial de Enfrentamento e Combate à Covid-19 tem avaliado e decidido a partir dos números da doença em Manaus. Qualquer mudança na situação epidemiológica no município nos fará reavaliar as decisões anteriormente tomadas”, explicou o prefeito David Almeida.

Clubes querem o apoio do público

Apesar de ser uma ideia perigosa, o clube finalista Manaus FC apoia a proposta para que o Barezão receba os torcedores nas arquibancadas. O movimento ainda conta com o apoio da Federação Amazonense de Futebol (FAF), porém, seria necessário alterar as restrições que proíbem a presença de público no estádio.

Em entrevista à uma emissora local, o diretor de competições, Roberto Peggy, afirmou que a volta dos torcedores ao estádio depende do cenário da pandemia em Manaus.

 

Casos de Covid-19 no Amazonas

De acordo com os dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o Amazonas registrou 695 novos casos de Covid-19, totalizando 376.298 casos da doença no estado, até esta terça-feira (11).

Leia mais: Carlos da Costa volta atrás e libera investimento de R$ 325 mi à LG no Amazonas

Segundo o boletim, foram confirmados 12 óbitos por Covid-19, sendo três ocorridos no dia (10) e nove óbitos foram encerrados por critérios clínicos, de imagem, clínico-epidemiológico ou laboratorial, elevando para 12.758 o total de mortes.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap