MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Amazonas fecha setembro com saldo de 5,6 mil empregos formais

O setor que impulsionou o bom resultado foi o de serviços com a abertura de 2,6 mil empregos. Em seguida aparecem indústria (1,7 mil) e comércio (1,1 mil)
• Publicado em 10 de novembro de 2020 – 19:19
Mais de 20 vagas de emprego são ofertadas nesta sexta-feira
Reprodução: Banda B

Em setembro deste ano, o saldo de trabalhos formais no Amazonas ficou positivo ao registrar um ganho de 5,6 mil vagas. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta terça-feira (10), pelo MTPS (Ministério do Trabalho e Previdência Social). 

O setor que impulsionou o bom resultado foi o de serviços com a abertura de 2,6 mil empregos. Em seguida, aparecem os setores da indústria (1,7 mil), comércio (1,1 mil), construção (124) e agropecuária (26), que juntos abriram 5.693 vagas no período

Apesar do resultado, o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Amazonas, Fabio Cunha pede cautela ao analisar os dados do setor de serviços. Segundo ele, a atividade sofreu retração na geração de emprego, por conta do decreto estadual que fechou bares e balneários em Manaus, no final de setembro, como medida para conter o avanço do novo coronavírus no Estado.

“Vivemos um momento de incertezas devido a pandemia e o setor não esta investindo, além disso com as novas restrições houve queda no faturamento, principalmente na alimentação, onde estimamos uma queda de até 50% em relação ao ano passado”, explicou.

Ainda conforme o levantamento do Caged, houve 15.444 contratações contra 9.751 desligamentos nesse período em todo o Amazonas. De janeiro a setembro foram criados 109.204 novos postos de trabalho no Estado e 108.711 demissões, com saldo de 493 empregos. A expansão é de 0,12% em relação a 2019. 

Nesta análise, a indústria foi a atividade que fechou com maior saldo positivo ao gerar pouco mais de 3 mil vagas. Também tiveram bons desempenhos os setores da construção civil (219) e agropecuária (92). Por outro lado, serviços (-1,6 mil) e comércio (-1,2 mil) fecharam com saldo negativo no período.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap