Cemitério faz ação e ajuda visitantes a passar pelo luto no Dia dos Pais

US - R$ 4,18

×

Cemitério faz ação e ajuda visitantes a passar pelo luto no Dia dos Pais

Num primeiro momento, os pais tinham cinco chutes para acertar uma bola no ângulo. Mais tarde, o desafio era superar o goleiro num desafio de pênaltis

Com diversas atividades interativas, dentre elas até mesmo uma gincana com direito a brindes, o dia foi especial para os pais que foram ao local. (Foto: divulgação)

A fim de resgatar as boas memórias e trabalhar o luto de forma sadia, um cemitério no município de Iranduba, a 27 quilômetros de Manaus, promoveu uma programação especial neste domingo, 11.

Com diversas atividades interativas, dentre elas até mesmo uma gincana com direito a brindes, a proposta era transformar a tristeza por perder um ente querido fundamental na família em motivos para se alegrar com as boas recordações.

 

Uma das atividades da gincana envolveu o esporte número 1 do país. (Foto: divulgação)

O Cemitério Parque Recanto da Paz sempre realiza atividades especiais em datas semelhantes. A programação, que já se tornou tradicional, e incluía comodidades como Wi-Fi, espaço interativo para homenagens e área kids, ganhou o reforço de uma praça de alimentação e gincana especial para os papais, usando a paixão nacional do brasileiro pelo futebol.

Num primeiro momento, os pais tinham cinco chutes para acertar uma bola no ângulo. Mais tarde, o desafio era superar o goleiro do Recanto da Paz num desafio de pênaltis, tudo valendo brindes especiais.

O comerciante José Almir, 34, é pai e foi ao cemitério participar do culto evangélico realizado durante a manhã, e acabou sendo surpreendido pela brincadeira, que ajudou a criar mais lembranças boas com o filho, que também participou.

“É muito proveitoso porque esse é um momento especial, onde podemos estar em comunhão com os amigos, rever pessoas e parentes que não conseguimos ver no dia-a-dia. Mesmo a gente estando em um cemitério, esse é um momento de lazer e alegria que consigo compartilhar até mesmo com meu filho, que se divertiu muito aqui”, disse.

Para o psicólogo, especialista em psicologia hospitalar, Berg Miranda – que estava no evento – a realização de atividades é uma excelente maneira de ajudar as pessoas a trabalhar o luto, que acompanha tanto aqueles que perderam um ente querido há pouco tempo, quanto as que já passaram pelas fases iniciais e agora apenas revivem o sentimento em datas como esta.

“Achei muito interessante a proposta de trazer uma atividade lúdica para um ambiente que tem uma conotação de tristeza. A passagem do ser humano pelo luto tem aspectos muito pessoais e individuais. A gente entende que o luto tem fases e processos, mas cada um vai passar por esse processo de forma única. Em datas específicas como essa, atividades assim tem muito mais a ver com o acolhimento, o que ajuda diferentes pessoas em diferentes momentos, com diferentes concepções sobre a morte”, concluiu.

De acordo com a coordenadora do Recanto da Paz, Judit Vendovatto, a intenção era justamente convidar as pessoas a olhar para trás e resgatar com carinho as boas lembranças.

“Cemitério é um lugar de recordação. Nós queríamos que as pessoas que tem seu pai enterrado aqui, ou mesmo aquelas que estão apenas nos visitando, pudessem puxar na memória as primeiras lembranças com o pai, que geralmente é chutando uma bola, brincando, se divertindo”, completou.

Um local para mensagens também foi preparado pelos gestores do espaço. (Foto: divulgação)

O superintendente de operações do cemitério, Paulo Barbieri, celebrou a aceitação das novidades na programação. “A resposta foi muito positiva, porque todos que propuseram a participar da gincana gostaram e resgataram essas boas lembranças. Num bilhetinho, no chutar de uma bola, numa mensagem divertida que vem num pirulito, a pessoa se sente bem acolhida, e no fim é isso que interessa”, finalizou.

Faça um comentário