Coronavírus: Amazonas tem 54 municípios em calamidade e emergência
25 de outubro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Coronavírus: Amazonas tem 54 municípios em calamidade e emergência

Os municípios de Anamã, Barcelos, Eirunepé, Japurá e Novo Aripuanã ainda não publicaram qualquer tipo de decreto até o momento

Coronavírus: Amazonas tem 54 municípios em calamidade e emergência
Município de Anamã. Foto: Marcos Assunção

O levantamento divulgado na manhã desta quinta-feira, 9, pela Associação Amazonense de Municípios (AAM) indica que das 61 prefeituras do interior do Amazonas, 56 já publicaram decretos de Alerta, Emergência ou Calamidade nas últimas duas semanas, diante da pandemia de Covid-19 (coronavírus).

Fazem parte dos municípios que estão em estado de Calamidade: Amaturá, Beruri, Boca do Acre, Careiro da Várzea, Codajás, Nhamundá, Tapauá e Tefé, além da capital Manaus, que decretou no dia 23 de março.

Leia mais: Número de infectados por coronavírus no AM sobe para 899

Em estado de Emergência estão 46 municípios do Amazonas, entre eles: Benjamin Constant, Coari, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Maués, Parintins, Presidente Figueiredo e São Gabriel da Cachoeira e em Alerta dois municípios (Tabatinga e Urucará).

Anamã, Barcelos, Eirunepé, Japurá e Novo Aripuanã ainda não publicaram qualquer tipo de decreto.

O estado de Emergência pode ser usado em situações de desastres naturais, grande acidentes e pandemias, como a do coronavírus, enquanto o de Calamidade é decretado quando pode existir o comprometimento das funções e serviços prestados pelo Estado, no caso das prefeituras.

Além da pandemia de Covid-19, outro ponto de atenção dos prefeitos é em relação ao período de chuvas e possíveis cheias dos rios no interior do Amazonas nos próximos meses.

 

(*) Com informações da assessoria

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading