Folha de pagamento da Prefeitura de Coari será investigada pelo MP-AM

US - R$ 4,09

×

Folha de pagamento da Prefeitura de Coari será investigada pelo MP-AM

O inquérito vai investigar indícios de irregularidade na intermediação da contratação do Banco Bradesco para gerenciar a folha de pagamento do município

(Reprodução/Instagram)

A promotoria do Ministério Público do Estado em Coari abriu inquérito civil, na última quarta-feira, 24, contra a Prefeitura de Coari, o Banco Bradesco e a empresa North Consultoria Empresarial Ltda para investigar indícios de irregularidades na intermediação da contratação do banco para gerenciar a folha de pagamento do município no período de maio de 2018 a outubro de 2019.

No último dia 29 de setembro, o prefeito de Coari, Adail Filho, foi preso na “Operação Patrinus” do MPE-AM que investigou um esquema criminoso operado em forma de organização criminosa, criada para fraudar licitações e lavar dinheiro público. Adail Filho nega as acusações.

A nova investigação, de acordo com o promotor de justiça Weslei Machado, é para “aferir a legalidade, legitimidade e economicidade do processo de contratação e de prestação de serviços bancários pelo Banco Bradesco S/A na realização da folha de pagamento dos agentes públicos ativos, inativos e pensionistas do Município de Coari, pagamento de credores, arrecadação de impostos e pagamento de beneficiários de programas sociais”.

No documento o promotor afirma que a investigação para coleta dos indícios de autoria e prova da improbidade administrativa eventualmente praticada partiu de uma denúncia feita em 2018 na Promotoria de Coari registrada como Notícia de Fato nº 21/2018.

Informações

À prefeitura de Coari o MPE-AM solicitou a cópia dos autos do Processo Licitatório relacionado ao Pregão Presencial n. 25/2018-CPL que deu ganho ao Banco Bradesco; além das cópias dos arquivos contendo a folha de pagamento/ordem de pagamento relativos a maio/2018 a outubro de 2019.

Pediu ainda a relação de todos os servidores públicos, ocupantes de cargos efetivos e ocupantes de cargos em comissão, e dos contratados temporariamente, com a informação do nome, CPF e dados bancários. O MPE-AM pediu ao Bradesco que fornea cópia de qualquer documento enviado pela prefeitura de Coari contendo a folha de pagamento/ordem de pagamento do mesmo período.

A reportagem tentou contato com a Prefeitura de Coari, mas até o momento não obteve retorno.

Veja o documento de abertura do inquérito civil publicado nesta terça, 29.

 

(*) Com informações do Site QualaBoa

Faça um comentário