Governo monitora duas pessoas suspeitas de coronavírus em Manaus

US - R$ 5,10

×

Governo monitora duas pessoas suspeitas de coronavírus em Manaus

Pacientes estiveram na Itália e voltaram ao Brasil no mesmo voo que o homem confirmado com coronavírus no país

Comitê de controle de endemias apresenta protocolos de prevenção ao coronavírus (Márcio Silva/Amazonas1)

Duas pessoas que estiveram na Itália recentemente e voltaram ao Brasil no mesmo voo que a primeira pessoa confirmada com o coronavírus no país e já que estão em Manaus, estão sendo monitoradas pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). 

No entanto, o Secretário de Saúde do Amazonas, Rodrigo Tobias, afirmou que essas duas pessoas não têm nenhum sintoma da infecção, mas estão em observação. A informação foi confirmada na tarde desta quinta-feira, 27, durante entrevista coletiva do comitê de controle de endemias para apresentar protocolos de prevenção ao coronavírus do Amazonas. 

Veja também:  OMS avalia coronavírus com potencial para se tornar pandemia

De acordo com o secretário, o Estado está preparado para receber possíveis casos de coronavírus (Codiv-19) e os pacientes monitorados são dois adultos da mesma família que estão recebendo atendimento diário em casa, com visitas duas vezes ao dia, além da coleta de exames.

Apesar do monitoramento, as duas pessoas não são tratadas como “casos suspeitos”, pois eles não apresentam nenhum sintoma da doença. Seguindo as diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS), o monitoramento deve durar de 14 a 20 dias e está sendo realizado pela Vigilância Epidemiológica da FVS-AM, em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

“O Amazonas não tem nenhum caso com suspeita de coronavírus. Nesse caso específico, eles não são considerados ‘casos suspeitos’ e estamos fazendo o monitoramento. Mas, repito, não há casos suspeitos ou casos confirmados de coronavírus no Amazonas. Apesar de terem vindo da Itália, não há indícios que eles estejam acometidos pelo coronavírus. Eles estavam sentados em poltronas no final do avião, enquanto que o infectado estava lá na frente e a recomendação do Ministério da Saúde é que aquelas pessoas que estivessem próximas do ‘caso zero’ é que precisassem de vigilância”, explicou.

Sinal de Alerta

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) ligou o sinal de alerta ao coronavírus e informou, nessa quarta-feira, 26, que vai atualizar o Plano de Contingência para enfrentamento do vírus.

Segundo a diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Costa Pinto, há um risco sim do Amazonas ser alvo da doença, no entanto, ela voltou a destacar que a população deve ficar atenta aos sintomas respiratórios

Em caso de suspeita ou confirmação de infecção por coronavírus no Estado, os pacientes deverão receber atendimento no Hospital Delphina Aziz, onde deverão ficar em uma sala reservada recebendo monitoramento 24 horas por dia.

Prevenção

Assim como qualquer síndrome gripal, a transmissão do coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal, como gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Segundo especialistas, alguns cuidados básicos de higiene ajudam na prevenção, como lavar a mão com mais frequência, ou utilizar mais vezes o álcool gel, ao tossir, sempre que possível usar lencinho ou proteger com o cotovelo ou o dorso das mãos, e depois disso, fazer a higienização na área atingida.

Faça um comentário