Mais de 900 pacientes atendidos em três dias de mutirão de saúde

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

4 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Mais de 900 pacientes atendidos em três dias de mutirão de saúde

Ação do Governo do Amazonas para pacientes agendados pelo Sisreg vai até esta terça-feira, 25, na Policlínica Gilberto Mestrinho

Mais de 900 pacientes atendidos em três dias de mutirão de saúde

O mutirão de consultas e exames realizado pelo Governo do Amazonas, na Policlínica Gilberto Mestrinho, Centro, zona Sul de Manaus, atendeu 891 pacientes entre sexta-feira e domingo, 23. A ação visa reduzir o tempo de espera de quem tem consultas e exames agendados no Sistema de Regulação (Sisreg), segue até esta terça-feira, 25, e deve alcançar 1.500 atendimentos.

Os procedimentos incluem exames de ultrassonografia e consultas em cirurgia ginecológica, fonoterapia e cardiologia com risco cirúrgico. Estão sendo realizadas ainda testagens rápidas e aconselhamento para sífilis, HIV e hepatites A e B, entre outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

“Esses três dias foram bastante positivos. A gente conseguiu ofertar um número expressivo de consultas e exames para pessoas que estavam aguardando já há um certo tempo na fila do Sisreg. A maior demanda é sempre por ultrassonografia. No sábado e domingo nós ficamos o dia inteiro com oferta de ultrassonografia de manhã e a tarde, continuam acontecendo as consultas em cirurgia ginecológica, fonoaudiologia, testagem rápida e o risco cirúrgico”, pontuou Maximina Malagueta, diretora da Policlínica.

O Amazonas reduziu em 65,8% a fila de espera por consultas e exames do Sisreg, no último ano. De acordo com dados do Complexo Regulador do Amazonas, em janeiro de 2019 estavam na fila da regulação 255.543 pessoas. Em janeiro de 2020, o número caiu para 87.238 pessoas.

Com o mutirão, espera-se reduzir em torno de 60% a fila, tanto para ultrassonografia quanto para cardiologia, risco cirúrgico e ginecologia.

“Até o final da ação nós vamos ter um atendimento de, pelo menos, 1.500 pessoas que vão sair da fila do Sisreg, que vão conseguir, finalmente, fazer sua cirurgia, porque isso é extremamente importante para quem já aguarda há tanto tempo”, observou a diretora.


Agendamentos

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) está confirmando exames e consultas previamente com os pacientes agendados no Sisreg, respeitando a ordem da fila. No caso das testagens para sífilis, HIV e hepatite, a demanda é livre durante todo o mutirão.

A equipe da Policlínica, formada por médicos e outros servidores, está envolvida na ação, bem como cinco assistentes sociais voluntárias, que participam do mutirão para atender e orientar os pacientes. Ao todo, 35 profissionais compõem a equipe de atendimento.

Fim da espera

A manhã desta Segunda-Feira de Carnaval (24/02) foi de movimento intenso na Policlínica. A auxiliar de serviços gerais Maria do Carmo Rodrigues, que espera há dois anos por um exame ginecológico, foi atendida e agora espera pela cirurgia. “É uma oportunidade que a gente tem. Eu pensei que eu estava esquecida, mas lembraram de mim e eu estou aqui para realizar. Acho que agora eu vou conseguir tudo, se Deus quiser”, comemorou.

Para Valquíria Bezerra, autônoma, o mutirão marcou o fim de uma espera que começou em 2017. “Estou há três anos na fila de espera por uma consulta com o ginecologista e recebi uma ligação para comparecer à clínica Gilberto Mestrinho. Fui super bem atendida e estou muito feliz. Eu já estava sem esperança, agora estou me sentindo grata”, ressaltou Valquíria.

Há quase um ano e meio aguardando por uma consulta, para fazer a cirurgia de retirada de mioma, a auxiliar de serviços gerais Eurides Silva conta que não esperava mais pelo atendimento. “Com essa demora toda eu já estava sem esperança. Graças a Deus chegou, espero que seja feita a cirurgia para acabar com esse sofrimento. Eu acho que os nossos governantes sempre deviam olhar pelas pessoas que precisam”, afirmou Eurides.

Último dia

Na “Terça de Carnaval” (25/02), último dia da ação, o mutirão prevê a realização de 50 ultrassonografias, das 14h às 18h; 30 consultas em cardiologia com risco cirúrgico e 50 consultas em cirurgia ginecológica, das 9h às 15h; e 20 consultas em fonoaudiologia, do meio-dia às 15h.

As testagens rápidas e aconselhamentos para DSTs serão oferecidos das 9h às 15h, com demanda livre. Este tipo de atendimento também é realizado durante o funcionamento normal da Policlínica Gilberto Mestrinho, para todos os pacientes que procurarem o serviço.

*Com informações da assessoria

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias