'O sentimento é de medo entre os profissionais de educação', diz presidente do Sinteam - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

6 de agosto de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

redacao@amazonas1.com.br

‘O sentimento é de medo entre os profissionais de educação’, diz presidente do Sinteam

Professora Ana Cristina diz que não há garantia que as recomendações sanitárias serão seguidas no retorno às aulas híbridas proposta pela Seduc

‘O sentimento é de medo entre os profissionais de educação’, diz presidente do Sinteam

Após a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) publicar informação que 82% dos pais e responsáveis são a favor do retorno híbrido das aulas nas unidades escolares, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam), professora Ana Cristina, afirmou que o sentimento que predomina entre os profissionais da educação é o medo.

Segundo a Seduc-AM, a pesquisa identificou que o regime híbrido de aulas foi validado por 97% dos pedagogos que responderam à pesquisa. O mesmo índice de 97% também foi obtido com os professores e gestores, diz a Seduc.

Leia mais: Seduc consulta pais e 82% da comunidade é a favor retorno híbrido de alunos

Ana Cristina, no entanto, rebate ao dados apresentados e afirma que há receio entre os profissionais da educação pelo retorno às salas de aula.

“O receio de retomar as aulas presenciais ainda é muito grande entre pais e trabalhadores da rede estadual de ensino. Essa pesquisa, segundo o que chegou até nós, não dava a opção de ser contra a volta às aulas. Não temos garantia de que as recomendações sanitárias serão seguidas, não tem vacina, o vírus ainda é desconhecido, o número de casos continua subindo no interior do estado”, declarou a presidente.

Segundo o Sinteam a Seduc não dialogou com o sindicato para a elaboração da pesquisa.

“Tentamos diversas vezes conversar com a SEDUC mas não tivemos retorno. Numa live realizada na última quinta-feira, dia 9, pesquisadores da UFAM defenderam retardar o reinício das aulas presenciais por causa da aglomeração de pessoas nas escolas. São milhares de alunos que podem levar o vírus pra dentro de casa. Nesse momento, o que predomina é o medo”, afirma Ana Cristina.

Medidas de Segurança

A Seduc-AM informou que entre as medidas necessárias para o retorno seguro das aulas presenciais, a comunidade escolar assinalou todas as alternativas propostas na pesquisa como importantes. São elas: distanciamento, escalonamento para horários de intervalos e saída; uso de máscaras pelos profissionais e estudantes; medição de temperatura diária na entrada das escolas; disponibilização de mais pias e totens de gel; redução da quantidade de alunos nas salas de aulas; e apoio psicológico aos estudantes.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading