Pandemia: número de casos registrados ultrapassa 40 mil

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

12 de julho de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Pandemia: número de casos registrados ultrapassa 41 mil

De acordo com o boletim divulgado neste domingo, foram confirmados por exame laboratorial mais cinco óbitos pela doença, todos ocorridos nas últimas 24 horas, elevando para 2.052 o total de mortes

Pandemia: número de casos registrados ultrapassa 41 mil

O Amazonas registrou 818 novos casos, neste domingo, 31, totalizando 41.378 casos confirmados do novo coronavírus no estado, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM).

A partir desta edição, o boletim passa a apresentar dados detalhados de hospitalização, óbitos, casos confirmados e a evolução diária da doença no Amazonas, especificando os índices da capital e do interior por data.

A partir dos dados sociodemográficos é possível traçar a dinâmica da pandemia no Amazonas com mais precisão, conforme aponta a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto.

“Quando divulgamos os números absolutos, sem os detalhamentos, a impressão que dá, ao olhar os dados acumulados, é que continuamos com uma subida constante. Nós agora temos gráficos adicionais: além da curva de casos e de óbitos acumulados, teremos também as hospitalizações por Covid no estado, em Manaus e no interior. A partir deles conseguimos perceber claramente a redução”, explica.

A titular da FVS-AM assinala que houve, nas últimas duas semanas, uma redução de 50% no número de hospitalizações. “Trabalhamos também dados sociodemográficos, em que nós avaliamos o isolamento social, a população maior de 60 anos, que são os mais suscetíveis de agravar, a proporção de indígenas e a distância para a capital”, complementa.

A metodologia utilizada pela FVS-AM foi desenvolvida a partir de uma proposta do Ministério da Saúde (MS), posteriormente validada por pesquisadores do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pelo Departamento de Epidemiologia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde, a Fundação adaptou um modelo do Ministério da Saúde para uma matriz de risco para monitorar os casos em Manaus e nos 61 municípios do interior.

“A nossa matriz de risco se baseia em dados brutos, mas também em taxas que levam em conta o risco da população. Nós queremos ver a velocidade de progressão dos casos analisando os casos graves, as variações de casos de Covid-19 positivos, a variação de óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave e a variação de óbitos por Covid“, explica Rosemary.

Boletim 

De acordo com o boletim divulgado neste domingo, foram confirmados por exame laboratorial mais cinco óbitos pela doença, todos ocorridos nas últimas 24 horas, elevando para 2.052 o total de mortes. Na capital, de acordo com dados da Prefeitura de Manaus deste sábado (30/05), foram registrados 38 sepultamentos, sete óbitos domiciliares e uma cremação.

O boletim aponta que 5.698 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão em isolamento social ou domiciliar. Outras 33.140 pessoas já passaram pelo período de quarentena (14 dias) e se recuperaram da doença.

Amazonas1 TV

Publicado por Amazonas1

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias