Amom flagra margarina vencida em creche municipal: ‘prefeitura gosta de brincar com a saúde das crianças’

Situação lamentável nas escolas foi denunciada pelo vereador durante fiscalização de rotina na última quinta-feira, nas zonas Leste e Norte
Publicado em 07/12/2021 21:07
Amom
Foto: Divulgação

MANAUS, AM – Durante fiscalização surpresa na última quinta-feira, o vereador Amom Mandel (União Brasil) disse ter encontrado mais de 100 tabletes de margarina, vencidos há quase 30 dias. Os alimentos estragados foram encontrados na última quinta-feira (2), nas escolas municipais Inaneide Cunha Marques Costa, Professora Júlia Barjona, Antônio Medeiros, e na Creche Municipal Raul Dávila Pompeia, localizadas nas zonas Leste e Norte de Manaus.

A margarina seria usada para o preparo de alimentos para as crianças, e além dos tabletes, cuja data de validade era maio de 2021, foram encontrados também pães e biscoitos já vencidos. Segundo o vereador, o que parece é que a prefeitura gosta de brincar com a saúde das crianças, e que o secretário de Educação, Pauderney Avelino, deve ser convocado para prestar esclarecimentos sobre o caso.

Leia mais: Amom diz que Prefeitura de Manaus ‘brinca’ com dinheiro público

“Recebemos denúncias e montamos essa fiscalização. Infelizmente, encontramos alimento vencido, além de crianças estudando em salas sem iluminação adequada, com fiações expostas, sem ar-condicionado e em prédios que não oferecem a mínima segurança.”, disse o vereador Amom Mandel.

Na Escola Municipal Inaneide Cunha Marques Costa, as crianças não estariam recebendo proteínas no horário do lanche há pelo menos 15 dias, somente banana e mamão. O vereador alertou que a atitude vai contra as recomendações nutricionais. Oferecer aos estudantes, que na maioria das vezes vêm para a escola ter sua única refeição do dia, apenas banana e mamão é uma falta de respeito e brincadeira sem graça com os estudantes e com a educação.”, salientou.

Escola municipal só oferecia banana e mamão aos estudantes. Foto: Divulgação

Infraestrutura

Ainda na mesma escola, foram detectados problemas de infraestrutura. Banheiros sem iluminação, fios expostos, falta de saída de emergência e até mesmo salas de aula sem ar-condicionado e ausência de álcool em gel em todos os dispensers. A ação de fiscalização detectou que, em duas salas de aula da escola, sete das oito lâmpadas estavam queimadas há mais de 30 dias. Além disso, a quadra da escola está com os fios expostos e sem iluminação.

Já na Zona Norte, a Creche Raul Dávila Pompeia estava sem atividades letivas. Segundo o vereador, a gestora da unidade tentou até impedir a fiscalização, que passa por reformas. Ainda de acordo com Amom, não há placa de informação dos valores gastos na reforma e nem do prazo de conclusão. A creche foi o local onde foram encontrados, também, tabletes de margarina fora do prazo de validade.

Alimentos foram encontrados em mau estado de conservação. Foto: Divulgação

“É lamentável que a educação seja tratada dessa maneira. Além de a cidade ter poucas creches, as existentes estão nessas condições. É uma clara falta de gestão púbica. Todo material será elencado em um novo dossiê que iremos divulgar nos próximos dias. Reafirmo que continuarei fiscalizando os serviços públicos municipais, esse é meu papel como vereador e assim desempenharei”, frisou, lembrando que vai continuar denunciando a má gestão do prefeito David Almaida, que tem Pauderney Avelino como titular da Semed.

(*) Com informações da assessoria.

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS