Após acidente, homem sobe em carro e destrói para-brisa; veja vídeo

Após colisão leve, motorista perseguiu e atacou mulher que teria causado acidente; caso é investigado pela Polícia Civil
Publicado em 25/10/2021 11:21
Após acidente, homem sobe em carro e destrói para-brisa; veja vídeo
Foto: Reprodução

Taguatinga, DF – Um acidente de trânsito terminou em briga, nesse domingo (24), em Taguatinga, no Distrito Federal. Irritado após se envolver em uma colisão, um motorista de 40 anos pulou em cima do veículo que causou o acidente e destruiu o para-brisa.

A condutora, que teve o carro danificado pelo homem, Paula Ferreira de Paiva, contou que foi agredida, sofreu injúria racial e procurou a delegacia. O motorista também prestou queixa contra a mulher e o caso passou a ser investigado pela Polícia Civil.

Um vídeo feito do momento da confusão mostra que o homem pulou em cima do veículo de Paula e quebrou o para-brisa. Em outro momento, o motorista puxou o braço da mulher.

Uma criança que estava no veículo, de 9 anos, gritou por socorro durante o ataque do condutor. Além de Paula, outras duas mulheres estavam no veículo e também tentaram intervir.

Leia mais: Golpe do Auxílio: homem é preso em Manaus no momento que efetuaria saques

O caso foi registrado na 12ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga, Centro, e é investigado como lesão corporal, injúria, dano, acidente de trânsito sem vítima. De acordo com o boletim de ocorrência, os envolvidos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) e o carro de Paula será periciado.

De acordo com a condutora, a confusão começou em um posto de gasolina. Ela calibrava os pneus do próprio veículo, quando deu ré e encostou no carro do homem, sem perceber. “Ele estava próximo do meu carro. Como não teve barulho, achei que não tinha acontecido nada, mas ele me fechou na saída do posto e disse que eu tinha arranhado o veículo dele”, disse.

Ao ser abordada pelo motorista, Paula contou que passou o telefone para o homem, para resolver o problema posteriormente e saiu do posto. Porém, ela disse que notou que começou a ser perseguida.

“Parei em um sinal vermelho. Ele desceu do carro dele e tentou puxar a chave do meu. Não deixei e ele começou a puxar meu braço com muita força. Depois subiu no carro, quebrou o para-brisa e chutou o retrovisor”, contou.

No carro de Paula, havia mais duas mulheres e uma criança de 9 anos. A todo momento, a mulher disse que foi xingada, inclusive com ofensas racistas.

(*) Com informações do G1

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Compartilhar:
Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

+ NOTÍCIAS