Após duas derrotas consecutivas, Amazonino ganha presidência do Podemos e mira eleições de 2022 - Amazonas1
15 de maio de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Após duas derrotas consecutivas, Amazonino ganha presidência do Podemos e mira eleições de 2022

Informação foi divulgada pelo deputado Wilker Barreto, nas redes sociais; acumulando derrotas nas últimas duas eleições, especulação é que Amazonino tente uma vaga no Senado.

Após duas derrotas consecutivas, Amazonino ganha presidência do Podemos e mira eleições de 2022
Foto: Reprodução

Manaus/AM – O ex-governador Amazonino Mendes assumiu, no último sábado (17), o comando do Podemos no Amazonas, conforme divulgado pelo deputado Wilker Barreto (Podemos), em suas redes sociais.

Os dois foram candidatos a prefeito e vice-prefeito de Manaus, respectivamente, nas eleições de 2020, e estiveram em reunião em São Paulo, com a deputada federal Renata Abreu, presidente nacional da legenda.

“Estou aqui em São Paulo, voltando para Manaus. Cheguei aqui de manhã cedo, correria mesmo, mas estou muito feliz com a agenda de hoje. Reunião bastante produtiva com a presidente Renata Abreu. Nosso Amazonino Mendes assumindo aí o comando do Podemos, trazendo aí o protagonismo para o Podemos no Amazonas agora em 2022”, disse Wilker.

Leia mais: Menezes diz que só perde para Amazonino em ‘pesquisa interna’ para Senado 2022

Na postagem, ressaltando a ‘maturidade’ de Amazonino, o deputado afirma, ainda, que o partido tem novidades ao longo de 2022.

“Toda experiência, toda maturidade de quem já governou o Amazonas e trouxe bastante progresso para o nosso estado. Tenho certeza do sucesso e aguardem aí que nós teremos boas surpresas ao longo de 2022”, afirmou.

Embora seja um salto grande para Amazonino, a notícia não foi divulgada por ele em nenhuma de suas redes sociais. O ex-candidato a prefeito, que em sua campanha eleitoral tinha como lema a frase “OPaiTáOn”, não aparece nas plataformas digitais desde 22 de janeiro, há quase três meses.

Acumulando derrotas em cargos no Executivo, nos bastidores, a especulação é de que Amazonino venha a ser candidato para o Senado.

O ex-governador venceu eleição suplementar para o Governo do Amazonas em 2017. Mas foi derrotado nos dois pleitos seguintes. Em 2018, foi derrotado por Wilson Lima (PSC), atual governador. E em 2020, perdeu para David Almeida (Avante), prefeito de Manaus.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]