Autazes prorroga toque de recolher e tem crise em funerais
16 de maio de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Autazes prorroga toque de recolher e tem crise em funerais

O Diário Oficial dos Municípios (DOM) publicou em matéria, na edição desta quarta-feira, a decisão de prorrogar o toque de recolher na cidade.

Autazes prorroga toque de recolher e tem crise em funerais

O prefeito Anderson Oliveira Cavalcante, do município de Autazes, optou por prorrogar o toque de recolher na cidade por tempo indeterminado devido à pandemia do coronavírus. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Fundação Vigilância em Saúde (FVS), Autazes tem pelo menos 79 casos  registrados do vírus (Sars-C0v-2).

Segundo publicado pelo DOM, na cidade continuam suspensas as atividades comerciais e o tráfego de pessoas após às 20h00. Além disso, estabelecimentos que não trabalhem com a comercialização de insumos essenciais também continuarão com atividades interrompidas.

A decisão objetiva evitar a aglomeração de pessoas, em razão da elevação da curva de contaminação da pandemia Covid-19. Fica também suspenso o transporte intermunicipal de passageiros, de lanchas ou barcos, responsável pelo trajeto fluvial para o acesso ao município pelas calhas hidroviárias de Itacoatiara-AM, Nova Olinda do Norte-AM e Borba-AM.

Os documentos com a prorrogação do decreto podem ser encontrados a partir da página 09 da edição desta quarta-feira, no Diário Oficial dos Municípios:

Crise com funerais para vítimas da Covid-19

Além da crise na saúde, moradores do município apontam também crise no sistema funerário da cidade, segundo vídeo compartilhado por meio das redes, Autazes enfrenta carência com coveiros e equipes para auxiliarem no enterro das vítimas do coronavírus.

Saiba mais em: Autazes denuncia falta de covas para vítimas do coronavírus

Durante as imagens do vídeo famílias tentam enterrar uma mulher e dizem que “o serviço é do município”.

Veja vídeo abaixo:

Resposta do Município

Em nota oficial, o município de Autazes esclareceu que a funerária responsável pelo funeral da paciente que veio a óbito na manhã desta terça-feira, 05, não seguiu os protocolos estabelecidos para o enterro de vítimas de Covid-19. A Secretaria diz, ainda, que o município dispõe de retro-escavadeiras para o enterro de vítimas de coronavírus.

Leia a nota na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Autazes vem por meio desta nota esclarecer o fato ocorrido na manhã desta terça-feira (05), onde a paciente que veio a óbito foi removida pela Funerária São Francisco e levada ao novo Cemitério, sem seguir o protocolo estabelecido pelo Setor Municipal de Funeral, o que levou a insatisfação dos familiares.

Neste momento tão triste de pandemia mundial do novo Coronavírus (Covid-19), nos solidarizamos com a família da Sra. Anastácia da Silva Marinho, 95 anos, e reiteramos nosso compromisso e respeito pela população de Autazes.

Informamos ainda que a Prefeitura Municipal de Autazes vem cumprindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e está preparada para atender todas as demandas. Temos uma equipe específica e equipada com retroescavadeira, equipamentos de proteção individual e pulverizador para desinfecção.

Por fim, repudiamos tal atitude da Funerária São Francisco diante do fato ocorrido e ressaltamos a importância do cumprimento de todos os protocolos municipais, para o bom funcionamento dos serviços prestados pelo município de Autazes. Em conversa com os proprietários da Funerária, solicitamos que as providências cabíveis sejam tomadas para que o fato não se repita.

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]