US - R$ 3,83

×

Jovem morre após encostar em barra de ferro energizada durante festa

A organização do evento postou nas redes sociais uma nota lamentando o ocorrido.


Uma jovem, identificada como Maria Fernanda Ferreira de Lima, de 20 anos, morreu após receber uma descarga elétrica durante uma festa particular no Terreirão do Samba, no Centro do Rio de Janeiro.

Maria Fernanda Ferreira de Lima Foto: Reprodução

A jovem chegou a ser socorrida para o Hospital municipal Souza Aguiar, também no Centro, teve quatro paradas cardíacas e não resistiu.

O acidente, segundo amigos da vítima, aconteceu por volta das 4h deste domingo (14) quando Maria Fernanda foi a uma área atrás do palco e encostou sem querer numa barra de ferro energizada.

O choque foi tão forte que a jovem desmaiou. A Secretaria Municipal de Saúde informou que ela chegou ao Souza Aguiar já em parada cardiorrespiratória e morreu.

A organização do evento postou nas redes sociais uma nota lamentando o ocorrido:

“Infelizmente nessa noite, por volta das 4h, fomos informados pelos nossos brigadistas de incêndio de que havia acontecido um incidente. Logo após, nossos médicos decidiram que o melhor a se fazer era encaminhá-la ao hospital. Repassamos essa informação para o Terreirão do Samba e decidimos, a partir desta ocasião, encerrar o evento. Nós zelamos muito pela integridade de cada pessoa que escolhe ir a Puff Puff Bass e, no momento, o melhor a se fazer para preservar cada um de vocês foi encerrar o evento um pouquinho mais cedo”.

De acordo com policiais civis da 6ª DP (Cidade Nova), foi instaurado inquérito para investigar a morte da jovem eletrocutada no Terreirão. O responsável pelo evento e pelo Terreirão já foram ouvidos e a delegada está aguardando a chegada do laudo técnico.

A Universidade Veiga de Almeida manisfestou pesar pelo falecimento de Maria Fernanda, que era aluna da instituição. “Em solidariedade e respeito à aluna e aos colegas de turma, não haverá aulas nesta segunda e terça-feira para os discentes de primeiro e segundo períodos de Odontologia”, disse a universidade, em nota.

 

 

*Informações retiradas do G1

Faça um comentário