Vacina tríplice viral contra covid-19 será testada em profissionais de saúde de SC - Amazonas1

Denúncias, sugestão de matérias e outros assuntos

23 de setembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
23oC  33oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Vacina tríplice viral contra covid-19 será testada em profissionais de saúde de SC

Os profissionais de saúde poderão se inscrever voluntariamente para receber a vacina tríplice viral; projeto analisará 300 voluntários

Vacina tríplice viral contra covid-19 será testada em profissionais de saúde de SC
MARCELO G. RIBEIRO/JC

Estão abertas as inscrições para que profissionais da saúde da Grande Florianópolis possam participar como voluntários da pesquisa para uso da vacina tríplice viral para prevenção e redução dos sintomas da covid-19. O estudo será realizado no hospital da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Para participar, os interessados devem ter entre 18 e 60 anos e trabalhar na área de saúde.

Cada voluntário será testado para covid-19 antes de iniciar o estudo. Ao todo, o projeto analisará 300 voluntários: 150 receberão, de fato, as doses da vacina e outra metade será tratada com placebo. A pesquisa será iniciada assim que for atingido  o total de voluntários.

A vacina MMR, conhecida como tríplice viral, previne contra sarampo, caxumba e rubéola. A imunização já faz parte do calendário vacinal no país e não tem contraindicação.

Estudos preliminares apontam que a vacina ativa o sistema imunológico, podendo proteger até contra a covid-19 e reduzir o impacto do vírus no organismo. É isso que o professor Edison Fedrizzi, coordenador do estudo, quer confirmar com a pesquisa em profissionais da saúde, que são mais expostos ao contágio.

A pesquisa envolvendo a vacina MMR é um dos cinco projetos aprovados no edital 6/2020 da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), que destinou R$ 1 milhão em recursos em dois editais, um para estudos e outro para desenvolvimento de produtos com ação de curto prazo no combate à pandemia e seus efeitos.

 

(*) Com informações da CNN

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading