MENU

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Com dispensa de licitação, Construtora Soma vai faturar mais de R$ 4,4 milhões da prefeitura

Os sócios da Construtora Soma são os mesmos da empresa Tumpex, que já faturou mais de R$ 824 milhões da Prefeitura de Manaus, em dez anos
Edilânea Souza – Portal AM1*
• Publicado em 22 de julho de 2021 – 08:09
Com dispensa de licitação, Construtora Soma vai faturar mais de R$ 4,4 milhões da Prefeitura
Foto: Márcio Silva / Portal AM1

MANAUS, AM – A Construtora Soma vai ganhar mais um contrato para prestação de serviços com a Prefeitura de Manaus – com dispensa de licitação – por conta da calamidade pública decretada em maio deste ano pelo prefeito David Almeida (Avante).

Desta vez, o valor é de R$ 4.465.537,18 (quatro milhões, quatrocentos e sessenta e cinco mil, quinhentos e trinta e sete reais e dezoito centavos), para revitalizar uma área de erosão, localizada na rua Siri, no conjunto Lula – Distrito Industrial II -, zona leste.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) a contratação foi feita de forma emergencial, baseada na lei n.º 8.666, que trata de calamidade pública; emergência se deu pelo agravamento da erosão no local, devido às fortes chuvas na cidade de Manaus.

Ainda segundo a publicação, as obras que serão realizadas pela Construtora Soma deverão ser feitas em 180 dias consecutivos e ininterruptos, a partir da assinatura do contrato.

A empresa Soma já fechou contratos com a Prefeitura de Manaus em gestões anteriores no valor de mais de R$ 89 milhões entre 2015 a 2020.

A firma está cadastrada no CNPJ nº. 01.088.713/0001-11 e está localizada na avenida Torquato Tapajós, 1292, no bairro da Paz, zona centro-sul de Manaus. No mesmo local funciona a empresa coletora de lixo Tumpex, que também é detentora de contrato milionário com a prefeitura e que também está sendo investigada.

Leia mais: MP investiga contratos milionários de empresas de coleta de lixo com a Prefeitura de Manaus

Quanto ao capital social, a Soma tem um valor de R$ 17 milhões registrado no site da Receita Federal e é representada por José Paulo de Azevedo Sodré Neto e Mauro Lucio Mansur da Silva. O nome dos dois representantes também aparecem como sócios na Tumpex, a qual já faturou, entre 2011 a 2021, R$ 824.879.224,72 (oitocentos e vinte e quatro milhões, oitocentos e setenta e nove mil, duzentos e vinte e quatro reais e setenta e dois centavos).

Resposta

Em nota, a Seminf afirmou que a obra emergencial sucedeu por conta do risco que a via oferece às casas e moradores e que o problema já é antigo e foi ignorado por gestões anteriores e que a erosão tem mais de 120 metros de profundidade.

“A Prefeitura de Manaus atua no conjunto Cidadão IX, conhecido como conjunto Lula, na zona leste, uma grande erosão na rua Siri, ameaçava a segurança da pista, casas e moradores, o problema era antigo e foi ignorado pela antiga administração nos últimos anos, solucionado com muita responsabilidade nesse início de gestão. O rompimento da antiga rede de drenagem de águas pluviais provocaram vazamento e desgaste de todo o talude, causando uma grande erosão de mais de 120 metros de profundidade, colocando a pista e as casas do entorno em risco. Por se tratar de uma situação  emergencial, a contratação teve que ser feita por dispensa de licitação. A intervenção imediata da prefeitura foi fundamental para evitar uma tragédia.”

Sobre os serviços que estão sendo efetuados a secretaria informou que o local será todo revitalizado após as obras de aterro, implantação de drenagem profunda e receberá pavimento novo, meio-fio e calçada. A previsão de término das obras está prevista para agosto.

“O local recebeu 32 mil metros cúbicos de argila em cinco banquetas de aterro para conter o desnível de erosão, além da implantação de uma rede de drenagem profunda com três dissipadores, que irá transportar, de forma correta, as águas das chuvas, sem provocar novas erosões no local. A obra recebe ainda a  hidrossemeadura, que resgatará a vegetação do talude de forma natural para proteção do solo contra a erosão. Após término das drenagens, toda a rua Siri será revitalizada com pavimento novo, meio-fio e calçada. A previsão é para agosto.”

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap