Diagnósticos de câncer de rim, próstata e bexiga caem 26% na pandemia - Amazonas1
18 de abril de 2021
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Diagnósticos de câncer de rim, próstata e bexiga caem 26% na pandemia

Os dados são de pesquisa encabeçada pela Sociedade Brasileira de Urologia

Diagnósticos de câncer de rim, próstata e bexiga caem 26% na pandemia
Foto: Atendimento hospitalar

Os diagnósticos de câncer de rim, próstata e bexiga caíram, em média, 26% no período da pandemia da covid-19 em 2020, em comparação a igual período de 2019. As informações, divulgadas nesta quinta-feira (4), fazem parte de pesquisa encabeçada pela Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo (SBU-SP), em parceria com instituições de saúde paulistas responsáveis pelo atendimento de pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Os dados foram fornecidos pelo Hospital Amaral de Carvalho, de Jaú (SP), pelo Instituto do Câncer da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP), Hospital AC Camargo Câncer Center, de São Paulo, Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pelo Hospital São Paulo da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), de São Paulo.

Leia mais Plataforma em desenvolvimento pode ajudar diagnóstico de covid-19

“O medo de contrair o Covid pela exposição a ambientes potencialmente contaminados como consultórios, clínicas e hospitais tem impedido muitos homens de procurar ajuda médica. Porém, a recomendação da comunidade científica é que os pacientes não deixem de fazer suas consultas de rotina e, quando estão em tratamento, não abandonem a terapia”, disse o presidente da SBU-SP, o urologista Geraldo de Faria.

“Dependendo do estágio da doença, quanto antes o homem iniciar o tratamento, melhor será o resultado e possibilidades de cura”, acrescentou.

De acordo com o levantamento, o Hospital das Clínicas da Unicamp observou uma queda de 52% nos casos de câncer de bexiga e de 63% de rim. Já no Hospital AC Camargo Câncer Center, a redução foi de 24% para os tumores da bexiga e 29% para os de rim. Os dados para o câncer de rim do Hospital São Paulo mostraram redução no diagnóstico de novos casos de 35%.

Leia mais O mau exemplo do STF na pandemia: aglomeração, omissão de diagnóstico e tentativa de furar fila

Câncer de próstata
De acordo com a pesquisa, os diagnósticos de tumor de próstata, o segundo câncer urológico de maior prevalência na população masculina, e também a segunda maior causa de óbito do homem – teve uma redução média de 33% nas instituições apuradas.

No Hospital AC Camargo Câncer Center, a queda foi de 48% e, no Hospital das Clínicas da Unicamp, de 61%. Em números absolutos, o Hospital São Paulo – Unifesp diagnosticou 57 novos casos de câncer de próstata em 2020, ante 76 em 2019. Já o Hospital das Clínicas da Unicamp atendeu 67 novos casos em 2020, contra 172 diagnosticados em 2019.

(*) Com informações da Agência da Brasil

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

[email-subscribers-form id="1"]