US - R$ 4,13

×

Em protesto, auditores fiscais realizam Dia do Luto nesta quarta

No Amazonas, o ato acontece no Complexo Fazendário da Receita Federal do Brasil, na avenida Danilo Matos Areosa, nº 1530, Distrito Industrial, às 11h

Auditores querem respeito sobre o trabalho de fiscalização da categoria (Foto: Divulgação)

Em reação aos ataques que afirmam estar sofrendo do Supremo Tribunal Federal (STF), do Tribunal de Contas da União (TCU), do governo federal e de parlamentares, auditores fiscais da Receita Federal realizam nesta quarta-feira, 21, em todo o país, o Dia Nacional do Luto.

Em Manaus, o ato acontece no Complexo Fazendário da Receita Federal do Brasil, na avenida Danilo Matos Areosa, nº 1530, Distrito Industrial, Zona Sul da cidade, às 11h. A iniciativa é da Delegacia Sindical no Amazonas do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil.

“Alguns ministros do STF entendem que a receita não pode investigá-los e afastou dois colegas que o fizeram dentro do estrito cumprimento do dever”, criticou o presidente da Delegacia Sindical, André Montibeller.

Foto: Divulgação

Segundo ele, a orientação é para que os auditores fiscais trabalhem e participem do protesto usando roupas pretas ou qualquer outro adereço preto, como lenços e tarjas, em sinal de luto. O objetivo das manifestações é fazer frente às investidas contra o trabalho da Receita e da classe.

“De forma recorrente, o órgão vem sendo atacado como instituição e, ao mesmo tempo, impedido de cumprir sua função precípua: fiscalizar dentro da lei e dos princípios republicanos. Representantes do governo federal, parlamentares, ministros do TCU e da Suprema Corte têm atacado um dos órgãos fundamentais à manutenção do Estado brasileiro e ao combate à corrupção”, acrescentou André.

No Amazonas, segundo ele, há 200 auditores-fiscais ativos na Receita Federal, boa parte lotados na sede da instituição, na capital amazonense.

Faça um comentário