US - R$ 4,00

×

Zona Franca de Manaus será tema de seminário em São Paulo

Governador paulista, João Doria, e o prefeito Arthur Neto, ambos do PSDB se encontraram nesta quinta, 18, na cidade paulista, para planejar o evento

Os dois tucanos decidiram realizar o seminário em São Paulo para esclarecer aos empresários paulistas sobre a importância da Zona Franca (Foto: Divulgação)

Um dos Estados que mais se levanta contra o modelo econômico da Zona Franca de Manaus (ZFM), São Paulo, vai sediar um seminário sobre a Amazônia e o Polo Industrial de Manaus (PIM) em breve. A notícia foi divulgada conjuntamente pelo governador paulista, João Doria, e o prefeito da capital amazonense, Arthur Neto. Ambos são do PSDB.

Numa reunião com Dória em São Paulo, Arthur Neto informou que o seminário será feito em cooperação entre o governo paulista e a Prefeitura de Manaus. Segundo ele, durante a conversa com o colega tucano, viu um governador sem preconceitos e disposto a fazer um grande evento sobre o tema, de forma que todas as divergências e convergências sejam esclarecidas.

“Eu tenho muita honra de sair daqui feliz e de ter ouvido dele (Doria) coisas tão animadoras como a vontade de se integrar a um debate e a busca de um consenso que una e não mais desuna a nossa região, que é a mais estratégica do país, tão cobiçada e admirada pelo mundo, a um Estado que tem muito o que ganhar e o que fazer na própria Amazônia”, disse o prefeito.

Dória afirmou que a reunião entre os dois foi uma “ótima oportunidade” para fortalecer os laços de amizade e convergência de pensamento em todas as áreas que envolvem a região amazônica. “Nós somos um único país, uma única nação, um único povo. Nossa visão é integradora e não separatista. Então, nós coincidimos e convergimos nos posicionamentos, tanto no plano administrativo quanto no partidário”, afirmou o governador paulista.

O encontro aconteceu no Palácio dos Bandeirantes e contou com a presença do secretário de Fazenda do governo de São Paulo, Henrique Meirelles; do secretário especial de Governo, Antonio Imbassahy; e das primeiras-damas Elisabeth Valeiko Ribeiro, que também preside o Fundo Manaus Solidária, e Bia Doria, de São Paulo.

Faça um comentário