Coligação de Amazonino pede na Justiça Eleitoral acesso à pesquisa Ibope - Amazonas1
1 de dezembro de 2020
Site auditado pelo
Manaus
24oC  29oC
Buscar

Redes Sociais

[email protected]

Coligação de Amazonino pede na Justiça Eleitoral acesso à pesquisa Ibope

No pedido, a coligação de Amazonino requer o acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados da empresa

Coligação de Amazonino pede na Justiça Eleitoral acesso à pesquisa Ibope
Foto:Márcio Silva/Portal AM1

A Coligação “Juntos podemos mais”, encabeçada por Amazonino Mendes (Podemos), acionou a Justiça Eleitoral para ter acesso aos dados da pesquisa do Ibope, divulgada nesta quinta-feira (29), pela Rede Amazônica, na qual aponta David Almeida (Avante) vencendo o ex-governador na corrida pela Prefeitura de Manaus, em um possível segundo turno.

Leia mais: Ibope diz que David é o único que vence Amazonino no 2º turno

No pedido, a coligação de Amazonino alega que “as pesquisas eleitorais são um reflexo do posicionamento dos candidatos” e “pelo potencial de influência das pesquisas no pleito”, requer o acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados da empresa.

Também pede o acesso aos dados de identificação dos entrevistadores e, por meio de escolha livre e aleatória de planilhas individuais, mapas ou equivalentes, confrontar e conferir os dados publicados, preservada a identidade dos entrevistados.

“Acaso a pesquisa tenha sido realizada por meio de dispositivos eletrônicos portáteis, requer as informações da mesma, salvaguardadas suas auditorias e acessibilidade através do formato eletrônico (art. 13, § 10, Res. TSE 23.600/19).”, cita em um trecho.

Em seu despacho, a juíza da 1ª Zona Eleitoral de Manaus, Margareth Rose Cruz Hoagen deferiu o pedido, sob argumento ser de direito o acesso aos dados das pesquisas realizadas, com base nos termos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Assim, intime-se a empresa Ibope Inteligência Pesquisa e Consultoria LTDA para que, no prazo de 2 (dois) dias, encaminhe aos endereços eletrônicos [email protected] e [email protected] as informações solicitadas da pesquisa registrada sob n° 02161/2020, bem como informe o efetivo cumprimento desta decisão a este Juízo Eleitoral”, diz em sua decisão proferida nesta quinta.

Clique para ver documento na íntegra 

COMENTÁRIOS

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do portal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio ou poste spam.

Cadastre-se em nosso newsletter

E fique sempre informado com as últimas notícias

Loading