MENU
Logo Amazonas Um

Copyright © Portal Amazonas1. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita.

Em 25 horas, mutirão já vacinou 70 mil pessoas em Manaus

O mutirão segue até às 18h deste domingo (29) com 109 postos de vacinação distribuídos em todas as zonas da cidade
Da Redação – Portal AM1*
• Publicado em 29 de agosto de 2021 – 13:50
Foto: Herick Pereira/Secom

MANAUS, AM – Após 25 horas de ação, a 19ª edição do mutirão Vacina Amazonas atingiu a marca de 70 mil pessoas vacinadas contra a covid-19 em Manaus. O mutirão segue até às 18h deste domingo (29) com 109 postos de vacinação distribuídos na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, na primeira etapa do Centro de Convenções Vasco Vasques e no Centro de Convenções Professor Gilberto Mestrinho – Sambódromo de Manaus.

Nesta edição, o Governo do Amazonas, em parceria com a Prefeitura de Manaus, tem como objetivo aplicar a segunda dose da vacina na população acima dos 40 anos que tomou a primeira dose até o dia 28 de junho.

“O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, disponibilizou 150 mil doses de vacinas para esse mutirão. O viradão está acontecendo, estamos hoje com 70 mil doses de vacinas aplicadas e esperamos, até às 18h, que a população faça a adesão à campanha” reforçou o secretário executivo de assistência da capital, Jani Kenta.

Leia mais: Vacinados com CoronaVac têm 74% menos chance de morte, revela estudo

Cerca de 150 mil doses da vacina AstraZeneca foram disponibilizadas pela Fundação de Vigilância em Saúde Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) para esta edição do Vacina Amazonas. Para receber a vacina, é obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto, CPF e o cartão de vacinação com o registro da primeira dose.

A família Guerreiro fez um programa de domingo diferente e compareceu no posto drive-thru da Arena da Amazônia para tomar a segunda dose da vacina.

“Todo mundo da minha família já tomou a primeira dose, e a gente sempre vem junto, a família sempre vem junta. Perdemos muita gente, pessoas importantes, a minha tia, que esperou muito para se vacinar, infelizmente ela não conseguiu tomar. Eu tenho esperança que isso tudo acabe”, emocionou-se Jeniffer Guerreiro, que veio acompanhada do marido, da mãe e do irmão para que todos tomassem a vacina.

Público ampliado – O mutirão Vacina Amazonas ampliou o público de vacinação contra a covid-19 neste domingo (29). Podem completar o esquema vacinal as pessoas que receberam a primeira dose de AstraZeneca até o dia 28 de junho; de CoronaVac até o dia 31 de julho; e de Pfizer até o dia 28 de maio. Além disso, também é possível tomar a primeira dose da vacina, que está sendo aplicada em quem tem mais de 12 anos.

“Temos à disposição tanto a segunda dose e, na oportunidade, caso no grupo familiar tenha uma pessoa que não tomou a vacina, que seja primeira dose, ela também pode estar junto, nesse grupo familiar, recebendo sua vacina na megaestrutura que o Governo está disponibilizado ainda neste domingo, até as 18h”, reforçou o secretário executivo de assistência da capital.

Leia mais: Covid-19: Brasil teve 24,7 mil novos casos e 684 mortes

Para receber a segunda dose de qualquer uma das vacinas disponíveis, é necessário apresentar o cartão de vacinação, documento original com foto e CPF. No caso de primeira dose em menores de idade, é preciso estar acompanhado de um responsável e apresentar comprovante de residência (original e cópia), além de documento original com foto e CPF. A mobilização iniciou ontem (28/08) e vai até as 18h deste domingo, com 33 horas ininterruptas de vacinação em três pontos montados pelo Governo do Estado.

Intensificação para público com comorbidades e grávidas – A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) segue fortalecendo suas equipes e estruturas para atender a população com comorbidades, grávidas e puérperas.

“É muito importante que a população entenda a necessidade de se diminuir casos, internações e óbitos. Só tem uma maneira, o fator de proteção é a vacina. Você que tem uma comorbidade, uma intervenção, uma diabetes, ou é uma gestante, ou tem obesidade, é fundamental que você receba sua segunda dose”, finalizou o Jani Kenta.

(*) Com informações da assessoria

Acompanhe em tempo real por meio das nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter

Publicidade

Publicidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

Copy link
Powered by Social Snap