São Paulo rescinde contrato do goleiro Jean, acusado de agressão

US - R$ 4,38

×

São Paulo rescinde contrato do goleiro Jean, acusado de agressão

Nesta quinta-feira, 9, o São Paulo decidiu rescindir o vínculo com o atleta. O clube comunicou a decisão em seu site oficial

No último dia 18 de dezembro, o goleiro Jean foi preso, acusado de agressão pela esposa, Milena Bemfica, enquanto a família passava férias nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira, 9, o São Paulo decidiu rescindir o vínculo com o atleta.

Veja mais: Goleiro Jean, do São Paulo, é preso nos EUA acusado de agredir a mulher

          Goleiro do São Paulo: Jean sairá da cadeia nos EUA nesta quinta

Esposa de Jean detalha agressão e diz estar “perdida” sobre processo no BR

Em seu site oficial, o clube comunicou a decisão:

“O São Paulo Futebol Clube comunica que nesta quinta-feira (9) firmou a suspensão do contrato de trabalho do atleta Jean Paulo Fernandes Filho.

O contrato permanecerá suspenso até 31 de dezembro de 2020, período durante o qual o atleta poderá exercer atividades por outras agremiações em condições já estipuladas. Caso o jogador não seja contratado por um outro clube durante este período, o São Paulo Futebol Clube poderá decidir pela rescisão de contrato ao final deste ano de suspensão.”

 

O clube só estava aguardando o aval jurídico para terminar o contrato com o goleiro, que é alvo de interesse do Ceará.

O caso

O goleiro Jean, do São Paulo, foi preso na manhã desta quarta-feira, 18, nos Estados Unidos. Acusado pela mulher, Milena Bemfica, de tê-la agredido durante uma discussão, o jogador foi capturado pelo Escritório Policial do Condado de Orange, na Flórida. A ficha de prisão está publicada no site do governo local.

No documento, consta que Jean foi preso às 7h27 no horário local (9h27 de Brasília). O motivo foi violência doméstica. O jogador, junto com a mulher e as duas filhas, passava férias nos Estados Unidos após o fim da temporada 2019. O atleta chegou ao São Paulo no fim de 2017 e tem contrato válido por cinco anos.

O caso de agressão se tornou público quando Milena publicou vídeos nas redes sociais na manhã desta quarta-feira. A mulher do jogador denunciou o marido por agressão e mostrava nas imagens que estava com o rosto inchado e com hematomas. “Eu estou aqui em Orlando e olha o que o Jean acabou de fazer comigo Jean acabou de me bater. Gente, socorro! Olha para isso, gente. Jean, goleiro do São Paulo, olha o que ele fez comigo. Eu quero justiça, eu quero justiça!”, disse Milena.

Logo após, Milena apagou o vídeo e gravou um outro, em que disse estar em local seguro e na companhia das duas filhas. Em uma das postagens, a mulher do jogador divulgou a captura da tela de celular de conversa que teve com o jogador após as acusações. No diálogo, Jean faz uma ameaça. “Parabéns. Terminou com a minha carreira. E suas filhas vão passar fome”, disse o goleiro.

 

(*) Com informações do Metrópoles

Faça um comentário